Suspeitos de desvio de verbas públicas continuam presos

Um advogado de Bebedouro foi preso por suspeita de envolvimento através da Prefeitura de Palestina. Operação aconteceu na semana passada, pelo Gaeco e Baep, de São José do Rio Preto.

0
47

O prefeito de Palestina Fernando Luís Semedo e os dois advogados presos, na quinta-feira (17), em operação que apura o desvio de verbas públicas destinadas ao combate à Covid-19, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), com apoio do Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar), de São José do Rio Preto, continuam presos preventivamente.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

 

Publicado na edição nº 10544, de 24 de dezembro de 2020 a 12 de janeiro de 2021.