Taxa de positividade para Covid em Bebedouro é de 37,5%. Menor que a do estado

No sábado (12), tem Dia C de vacinação em todos os postos de saúde. Atendimentos de sintomas gripais caem 12% no município.

0
131
Tudo pronto – No sábado (12), acontece o Dia C com vacinação em todos os postos de saúde, das 8h às 17h. (Gazeta)

A taxa de positividade para Covid-19 em Bebedouro é de 37,55%, com 2.376  exames positivos e 3.952 negativos, totalizando 6.328 testes feitos entre 1º de janeiro e 10 de fevereiro de 2022, segundo informações da Vigilância Epidemiológica. A taxa de Bebedouro é menor que a do estado de São Paulo (60% de positividade), com dados divulgados pela Folha de São Paulo, em 3 de fevereiro.

Sobre esta taxa, Thaís Teixeira, coordenadora da Vigilância Epidemiológica, afirma receber muitos exames diariamente: “Temos testes feitos em farmácias, laboratórios e também os coletados aqui, estes dados são até quinta (10) e podem sofrer alteração nos próximos dias, mas percebemos a positividade de Bebedouro baixa, pois 62,45% dos exames coletados são negativos”.

A Gazeta entrou em contato com o Instituto Adolfo Lutz para saber sobre os exames represados de bebedourenses, enviados para análise. Em resposta, o Instituto disse que “A unidade do I.A.L de Ribeirão Preto realizou 359 exames para diagnóstico de Covid-19 por solicitação do de Bebedouro, em janeiro deste ano”. À Gazeta, Teixeira confirma envio de 1.174 exames, cujos resultados já foram analisados: “Restam apenas, 156 exames aguardando diagnósticos”.

Novos casos e mortes

Bebedouro registrou mais três mortes por Covid-19. Boletim de quarta (9) confirmou óbito de mulher, 81, no Hospital Estadual, com hipertensão arterial e diabetes. Boletim de sexta (11), confirmou mais duas mortes: homem, 81, no Hospital Estadual, com infarto agudo do miocárdio e mulher, 82, na rede privada, com diabetes, hipertensão, insuficiência renal crônica e insuficiência cardíaca crônica. Agora, o município contabiliza 359 mortes.

Boletim confirma 14.695 casos positivos da doença, 76 a mais desde a última atualização da Gazeta, publicada na quarta (9). O número de pacientes monitorados é de 79 e 712 aguardam resultados de exames realizados em outros laboratórios da cidade.

Internações

Boletim informa 70% de ocupação nos leitos de UTI Covid, no Hospital Estadual, com sete pacientes internados, dos 10 leitos disponíveis. Nas enfermarias, são nove internados e ocupação de 90%, dos 10 leitos disponíveis, lembrando que os leitos de UTI e enfermaria foram reduzidos, pouco antes da elevação de casos.

Na rede privada, são quatro pacientes em UTI’s (40% dos 10 leitos) e nove em enfermarias (60% dos 15 leitos). No Hospital Municipal, são quatro pacientes internados em leitos de enfermaria (30,77% dos 13 leitos).

De acordo com Giovani Carvalho Silva, gestor técnico da UPA, os pacientes do HM não são graves: “80% dos que se agravaram e foram encaminhados ao Hospital Estadual ou que vieram da região, também em estado grave, não se vacinaram ou estavam com esquema vacinal incompleto”.

Atendimentos

Os atendimentos de pacientes com sintomas gripais na rede privada e na UPA caíram pela segunda semana consecutiva. Foram 1.049 atendimentos entre 7 e 11 de fevereiro e 1.191 entre 31 de janeiro e 4 de fevereiro, queda de 11,92%.

Só na UPA, foram 635 entre 7 e 11 de fevereiro, queda de 6,2% em relação à semana anterior (677 pacientes): “Chegamos a 260 atendimentos/dia. Nesta semana, a média foi de 120/dia. Acredito em mais redução nos próximos dias, porém, o feriado de Carnaval e o clima instável, podem contribuir com a síndrome gripal e doenças alérgicas. Podemos ter aumento nos registros em março”, avalia o gestor.

Vacinação

Segundo o vacinômetro, atualizado pelo governo do estado, até às 12h de sexta-feira (11), Bebedouro aplicou 67.214 primeiras doses (86,67% da população); 63.391 segundas doses ou doses únicas, (81,74% da população). 29.623 tomaram a dose de reforço (39,66% da população). Somente com a terceira aplicação, foram 1.135 bebedourenses a mais entre terça-feira (8) e sexta-feira (11).

A primeira semana de vacinação nos postos de saúde nos bairros foi produtiva: “Aplicamos 1.800 doses. Percebo mais engajamento das pessoas, os pontos de vacinação estão mais perto das pessoas”, diz Thaís Teixeira.

Para o Dia C de vacinação, no sábado (12), Teixeira espera aplicar 1.000 doses: “Estamos esperançosos, precisamos diminuir os faltosos. Ainda são 2.844 bebedourenses sem 2ª dose e 17.654 sem a dose adicional”.

O Dia C acontecerá em todos os postos de saúde de Bebedouro. Segundo a coordenadora da Atenção Básica, Lucineia Braga, o distrito de Botafogo estará aplicando, “pois alguns moradores da zona rural e do próprio distrito ainda precisam completar o ciclo vacinal. Distrito de Turvínea e povoado de Andes não terão o dia C, pois suas populações já estão todas 100% vacinadas”.

Publicado na edição 10.644, de sábado a terça-feira, de 12 a 15 de fevereiro de 2022.