Vereadores adiam votação de isenção do IPTU às famílias carentes

Após disseminação de fake news em redes sociais, presidente fala em ‘projeto político da oposição’.

0
94
Em defesa – Na tribuna, João Vitor (Cidadania) lê carta em defesa do ajuste de 30% na Planta Genérica, alertando: “nosso IPTU está 14 anos defasado. Se fôssemos cobrar ajuste real, seria 180% de aumento”.

Na segunda-feira (28 de março), vereadores aprovaram pedido de adiamento da votação do projeto de lei complementar para beneficiar a população menos favorecida do município, isentando-a do pagamento de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), a moradores de imóveis que possuam valor venal igual ou inferior a R$ 25 mil. O adiamento foi solicitado por José Batista de Carvalho Neto (SD), o Chanel, e endossado por Ivanete Xavier (PSDB) e Paulo Bianchini (SD), que havia solicitado pedido de vistas anteriormente e negado pelo presidente.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Leia mais na edição 10.657, de sábado a terça-feira, de 2 a 5 de abril de 2022.