130 anos bem comemorados

0
113

Programação está dentro da nova realidade financeira da cidade com muitas obrigações e baixa receita.

 

Bebedouro comemorou seus 130 de emancipação política com bastante participação da população. Desde o Desfile Cívico, aos eventos na Estação Cultura, exposição na praça Rio Branco e  culminando com a apresentação do Coral da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, realizado após a Missa Solene, na Igreja Matriz de São João Batista.
Na verdade, a programação de aniversário da cidade começou mesmo no dia 28 de abril, bem antes do 3 de maio, com a visita do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Diferente de outras visitas que ocorreram em Bebedouro, de presidentes e governadores, em mandatos de outros prefeitos, quando havia apenas solenidade, discursos e pompa, mas nada ficava de concreto para a população, Alckmin trouxe na bagagem um pacote de boas ações em favor da cidade. A diferença foi que trocou-se a pura bajulação política por  pedidos cruciais em favor do município.
Assim também ocorreu na década de 70, durante o mandato do prefeito Sérgio Stamato, como representante da classe econômica mais importante da cidade, os citricultores, que soube encaminhar pedido para que o Governo de São Paulo desapropriasse indústria de suco para vender, em pagamento parcelado à cidade, o que viria a ser a Frutesp, indústria de suco. Este fato foi o ponto inicial para a fase de ouro do município e região.
Depois disto, até recepcionaram-se autoridades políticas, usaram e abusaram da receita municipal para realização da Festa da Laranja, sem pensar em planejamento urbano e econômico. Prova disto, é ver que entregaram bairros na Zona norte, sem pensar na expansão do fluxo de veículos; e até reabriram o hospital, sem negociar com os proprietários, o que resultou no precatório gigantesco de R$ 24 milhões, a ser pago por todas as próximas administrações.
Hoje Bebedouro comemora 130 anos de forma sustentável, sem exagerar nos gastos para não faltar recursos para o essencial à população. Daqui dois anos, haverão muitos motivos para mais festas: Fatec, Hospital Estadual de Bebedouro, fim da obra de duplicação urbana da Rodovia Armando de Salles Oliveira, dois novos bairros populares entregues, e novos empreendimentos financeiros que chegarão e gerarão mais empregos.
Nada se constrói sem o esforço passado, mas só se avança quando se muda o jeito de fazer as coisas. Assim obteremos novos resultados e não repetiremos os erros.

Publicado na edição nº 9689, do dia 6º a 7 de maio de 2014.