A chance do emprego vem da força de vontade

0
251

Lojas começam contratações para o período de Natal e efetiva-se em janeiro quem demonstrar garra.

Apesar de faltar aproximadamente dois meses para o Natal, os donos de lojas, cada qual com seu cronograma particular, já começaram a seleção dos candidatos às vagas temporárias. Cada estabelecimento comercial estima aumentar em até 30% o efetivo para dar conta da demanda.
Os empresários do setor gostam muito deste período em que faturam mais, recrutam mão-de-obra e renovam seu pessoal. Sempre acontecem a saída de funcionários que se aposentam ou que escolhem outras profissões.
A conquista de vaga neste mercado de trabalho serve para analisar principalmente a juventude. Das dezenas de jovens contratados todos anos, apenas 5% são efetivados. A vontade dos comerciantes é até aumentar este percentual, mas no cotidiano ficam desanimados com o que se deparam.
Muitos jovens pedem a vaga de emprego durante este período, mas trabalham com o olho no relógio. Outros, contratados para uma função, não aproveitam a chance para demonstrar que têm capacidade para fazer muito mais. Resultado, entregue o salário de dezembro, poucos são aqueles convidados a ficar na empresa.
Este exemplo acontece nos demais setores da economia brasileira. Jovens contratados em programas como jovem aprendiz ou estágios nem sempre percebem que alí está a porta de entrada para o mercado de trabalho. Parte do problema está na decadência no valor do trabalho e a outra parte nos próprios pais, que ou são superprotetores ou completamente ausentes na educação financeira dos filhos.
O presidente da Aciab, Jovane Mariano Silva cita para a reportagem da Gazeta, casos de jovens trazidos pelos pais até as lojas para pedir emprego. Percebendo a situação, ele pede para conversar sozinho com o candidato e questiona se há vontade de trabalhar ou se está alí por imposição paterna. Em caso da segunda opção, ele não contrata.
O que é mais preocupante é que estamos falando dos jovens que daqui alguns anos terão a responsabilidade de assumir postos importantes na sociedade. Que mundo será este onde apenas 5% conquista vaga de emprego? O único caminho mais rápido está nas escolas técnicas e faculdades que além de dar a base teórica, serão obrigadas, daqui para frente, trabalhar o aspecto psicológico destes jovens. Do contrário, muitos que leem este texto serão obrigados adiar suas justas aposentadorias.

Publicado na edição nº 9616, dos dias 29 e 30 de novembro de 2013.