“A luta não é só do negro, é de todos nós”

Em Bebedouro, secretário nacional discute igualdade racial e traz caminhos para políticas púb"icas.

0
140
Mudança de estratégia – Para secretário, racismo só pode ser combatido com políticas públicas. (Gazeta)

A cada 30 minutos morre um jovem negro no Brasil. 70% do feminicídio no Brasil vitima mulheres jovens, negras, pobres e que moram na periferia. Estes são alguns dos dados trazidos por Juvenal Araújo, secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério dos Direitos Humanos, que esteve em Bebedouro na manhã e tarde de quinta-feira (23).

Conhecendo a realidade da cidade e trazendo à discussão o racismo e políticas públicas de combate ao racismo, Araújo, na Casa dos Conselhos, também concedeu entrevista exclusiva a Gazeta.

(…)

Leia mais na edição nº 10303, de 25, 26 e 27 de agosto de 2018.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAté no Barretão
Próximo artigo2º Passeio Ciclofaixa