Afinal, o que é monitoramento público?

Rogério Valverde

0
108

Muito se falou nos últimos dias sobre a inauguração do chamado “monitoramento público” ou SIS (Sistema Integrado de Segurança) na cidade de Bebedouro, cujo sistema traz benefícios tecnológicos não só para nossa cidade, onde fica a base operacional, mas também para toda região, além de contribuir com a segurança de todo o Estado de São Paulo e do Brasil.

Isto se deve ao fato de que o chamado “monitoramento” aplicado em Bebedouro não são só câmeras que captam e transmitem imagens para a central. Aliás, este sistema que se resume a captar imagens de uma localidade e enviar para uma central é o mais comum que se vê por aí. É importante, mas para evitar a ocorrência de crimes ou desencadear ações rápidas das forças de segurança, depende-se dos olhos atentos do agente que assiste as imagens. Em Bebedouro, o sistema implantado vai muito, além disso. Afora esta função de possibilitar assistir imagens em tempo real em torno dos 200 ângulos que o sistema possui, a tecnologia embarcada é capaz de, através de algoritmos, fazer a junção de dados e reunião de informações para identificar um veículo ou pessoa suspeitos, em circulação em nossa cidade, ou até mesmo em milhares de cidades de todo país, graças ao compartilhamento de dados com os governos estadual e federal, através de sistemas de segurança que lançam dados e que são disponibilizados de forma sigilosa entre as operações de inteligência de cada setor e que, agora, nossa Guarda Civil Municipal passa a integrar. A tecnologia é tamanha que não é preciso um veículo ter sido roubado ou furtado para se tornar alvo; o cruzamento de informações pode identificar situação atípica sobre determinado objeto, que passa então, a receber atenção especial, tanto pelas equipes que estão na central de monitoramento quanto pelas equipes de rua, em todo país.

É claro que mais detalhes operacionais do sistema ligados ao núcleo de inteligência são protegidos por sigilo e não podem ser expostos, mas podemos, com certeza, afirmar que a cidade de Bebedouro entra em outro patamar de segurança pública, a partir de agora, além de colocar nossa região também em destaque, graças ao cruzamento de informações e integração de nossa segurança pública a todo o país.

Uma cidade segura é imprescindível para propiciar melhor qualidade de vida aos cidadãos, prospectar mais investimentos e possibilitar o crescimento em todas as áreas, com ambiente digno de uma cidade unida e moderna.

(Colaboração de Rogério Valverde, secretário de segurança pública de Bebedouro).

Publicado na edição 10.759, sábado a terça-feira, 27 a 30 de maio de 2023