Agora é Capez que entra na Justiça contra o promotor

0
256

Primeira denúncia surgiu com o advogado de defesa de Cesar Bertholino, Rogério Valverde, que pediu afastamento de Leonardo Romanelli.

Diante da denúncia feita por Valverde, em defesa de seu cliente, o investigado Bertholino, por sentir-se coagido em depoimento, noticiada pela Gazeta na edição n° 9976, agora Alberto Toron, que defende o deputado Fernando Capez (PSDB), entrou com pedido de reclamação no Tribunal de Justiça contra o promotor Romanelli e os delegados Paulo Roberto Montelli e João Silvério, de Bebedouro, pedindo que o desembargador Sérgio Rui da Fonseca, designado pelo Tribunal para cuidar do caso Coaf, traga para São Paulo os processos, já que Capez, que também é ex-promotor, tem foro privilegiado por ser deputado estadual.
A defesa acusa o promotor Romanelli e os delegados de “coagir” os investigados para relacionarem Capez à Operação Alba Branca que investiga fraude na merenda escolar através da Coaf.
Segundo o site G1, Toron teria dito que entraram com pedido de reclamação por usurpação das funções, por estarem usando com os investigados, métodos de coação muito claros em relação ao deputado Capez e sem atribuição para tanto.
Mais informações sobre este caso, na próxima edição no sábado (30).

Publicado na edição nº 9978, de 28 e 29 de abril de 2016.