Amigos, familiares e políticos despedem-se de Celso Giglio

Ex-prefeito de Osasco e deputado estadual, morre aos 76 anos, após parada cardía"a.

0
321
Adeus – Amigos, familiares, lideranças políticas, dentre elas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), estiveram no velório de Celso Giglio, na quarta-feira (12), em Osasco. (Prefeitura de Osasco/Rômulo Fasanaro Filho)

O corpo do ex-prefeito de Osasco em duas gestões e deputado estadual Celso Giglio (PSDB), foi velado no Teatro Municipal de Osasco e sepultado na tarde de quarta-feira (12), no Cemitério Boa Vista.
Giglio, que morreu aos 76 anos, estava internado há cerca de 50 dias no Hospital Albert Einstein, após sofrer um acidente doméstico. Segundo sua assessoria, ele chegou a esboçar reação, mas teve piora em seu estado de saúde nos últimos dias e não resistiu a uma parada cardíaca, vindo a falecer na tarde de terça-feira (11).
Começou sua carreira política como vereador em 1988. Foi presidente da Câmara Municipal de Osasco, depois deputado estadual, prefeito por dois mandatos, deputado federal e estadual novamente. Sempre manteve relação estreita com Bebedouro e como deputado, atendeu a várias reivindicações tendo lhe dedicado várias emendas parlamentares.
A notícia da morte de Giglio repercutiu em vários segmentos de Bebedouro. A Gazeta tentou contato com seus familiares, mas todos estavam em Osasco, participando da cerimônia fúnebre.

(…)

Leia mais na edição nº 10151, de 13 e 14 de julho de 2017.