Aonde isso vai parar?

0
170

Antonio Carlos Álvares da Silva

A corrupção virou um tema importante na vida do PT. Diante das evidências, o partido não pode mais negá-la. Passou a admití-la. Mas, a estendeu a todos os demais partidos e seus políticos. Porém, escondeu a diferença: Antigamente, ela era ocasional. Ocorria, apenas em alguns casos e muito às escondidas. Hoje os fatos estão demonstrando, que o PT institucionalizou a corrupção, diante da frequência, com que ela vem ocorrendo. Pensei em relacionar os casos, que têm sido noticiados. Todavia, percebi, que diante da sua quantidade, minha memória não era capaz de lembrar a maioria. Outro dado impressionante foi sua dimensão. Antes, a notícia era a corrupção de alguns milhares de reais. Atualmente, é comum, falar-se em centenas de milhões e até bilhões de reais. E a coisa pega pelo seguinte: Se a empreiteira corruptora paga milhões aos políticos corruptos é porque deve beneficiar-se de importâncias muito maiores. E os cofres públicos, isto é, o povo é quem paga. Outro agravante: O partido não mostra o perigo da corrupção de agora. Ele não a reconhece, como imoral e reprovável. São comuns as alegações, que ela é justificada, porque beneficia as camadas mais pobres. É só lembrar a atitude de José Dirceu e Genoíno. Quando foram condenados no STF pelo “mensalão” (pagamento mensal a vários políticos) se exibiram, levantando um braço em saudação fascista. Por isso, foram aplaudidos e chamados de “Guerreiros do Povo brasileiro”. Recentemente, artistas e celebridades, engajados no PT, ávidos por se apresentarem como intelectuais progressistas, demonstraram profunda solidariedade ao PT e seus membros envolvidos na operação “Lava Jato”. Alegam, que essa operação é a grande culpada pela imensa crise econômica, que está assolando o país. Talvez por isso, o governo Dilma fez retribuições no âmbito do Ministério da Cultura a esses artistas, via Lei Rouanet. Agradou até os antigos sonhos revolucionários desses intelectuais, quando, no ano passado, fez à Cuba um donativo de 645 toneladas de feijão (12.900 sacas). O desperdício mostrou logo sua cara: Este ano o Brasil está importando feijão da China. Outro aspecto irônico: Os fatos estão demonstrando, que a corrupção não atingiu somente o dinheiro de impostos. Estão sendo apuradas muitas irregularidades em Fundos de Pensão dos trabalhadores de sindicatos de empresas públicas (Petros, Previ, Postalis etc). Também a cobrança de propina de empregados e aposentados, que usam empréstimos consignados. Tradução: Um partido de trabalhadores está bicando os próprios trabalhadores! Será, que agora tem chance de melhorar?

(Colaboração de Antônio Carlos Álvares da Silva, advogado bebedourense).

Publicado na edição nº 10007, de 9, 10 e 11 de julho de 2016.