Bebedourense paga mais caro por combustível na cidade

Gazeta comparou os preços de Bebedouro com os de Barretos e constatou que a média cobrada nos postos da cidade vizinha é mais baixa que o menor preço de Bebedouro.

0
456
PESANDO NO BOLSO - Em Bebedouro (1), tanto a gasolina quanto o etanol, saem mais caro que a média de ambos os produtos em Barretos (2).

O preço do combustível tem pesado no bolso do bebedourense nos últimos meses, apesar das constantes quedas divulgadas pelo governo federal, como ocorreu, em 11 de junho. Nesta data, o presidente Jair Bolsonaro anunciou, em sua conta no Twitter, a redução no preço do litro da gasolina nas refinarias. Segundo Bolsonaro, o preço médio do combustível vendido às distribuidoras caiu de R$ 1,81 para R$ 1,75. De acordo com a Petrobras, a redução no preço médio foi de 3%. No estado de São Paulo, pela tabela do órgão, os maiores preços são os de Ribeirão Preto (R$ 1,84), Barueri (R$ 1,83) e Paulínia (R$ 1,79).

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição de nº 10406, de 29 de junho a 2 de julho de 2019.