Bebedouro está em alerta com alto índice de ocupação de UTI

Com mais de 80% de ocupação de leitos, cidade é a única da região a integrar lista de 58 municípios com altas taxas de internação pela Secretaria de Desenvolvimento Regional.

0
122

São 2.564 pessoas infectadas pela Covid-19 em Bebedouro desde março de 2020, segundo informa o boletim epidemiológico diário da Secretaria Municipal de Saúde. Dentre os pacientes com dignóstico positivo, 2.290 residem em Bebedouro e 274, na microrregião.
A cidade soma 2.485 pacientes já recuperados do vírus (2.212 de Bebedouro e 273 da região), 17 infectados em isolamento domiciliar (15 da cidade e dois de fora), ainda apresentando sintomas do vírus e 62 óbitos em decorrência da Covid-19. Em dois dias, quatro novas mortes foram registradas: todos homens, com idades de 61, 63, 79 e 83 anos, que apresentavam histórico médico de comorbidades, como diabetes, hipertensão, obesidade, gota e depressão. Dois deles faleceram no Hospital Estadual, um na Unimed e um em sua residência.

Ocupação de leitos
Bebedouro tem 80% de ocupação de UTI nesta quinta (21), entre leitos SUS do Hospital Estadual e leitos da Unimed. Considerando apenas a ocupação de UTI pública, o percentual é de 85%, com 17 dos 20 leitos ocupados. Na Unimed, quatro dos seis leitos de UTI estão ocupados (66%). Na enfermaria, são seis no Hospital Estadual, três no Municipal e cinco na Unimed.
Dados da Secretaria de Desenvolvimento Regional, em parceria com o Centro de Contingenciamento do Coronavírus, referentes a quarta-feira (20), apontam que 58 municípios paulistas apresentam capacidade hospitalar acima de 80% de ocupação para pacientes graves no sistema SUS, na média móvel dos últimos sete dias. Dentre os municípios apontados está Bebedouro, único da DRS-5, de Barretos, que na quarta-feira (20), registrava 93,16% de ocupação, na média móvel de sete dias.
Outra cidade que aparece na lista de atenção da Secretaria de Desenvolvimento Regional, é Jaboticabal, pertencente a DRS-13, de Ribeirão Preto, que na quarta (20), tinha média móvel de ocupação em 80%.
Na última sexta-feira (15), durante coletiva de imprensa, o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, já havia alertado 43 cidades que estavam com a capacidade hospitalar de leitos de UTI acima de 80%, e que deveriam endurecer as medidas para contenção do vírus. Nesta sexta (22), o Governo de São Paulo irá anunciar mais uma reclassificação extraordinária do Plano SP, tendo em vista o aumento de casos, óbitos e ocupação de UTIs em grande parte das DRSs (Diretorias Regionais de Saúde).
Dados levantados pela Gazeta, através das Secretarias de Saúde de cada município, somente na quinta (21), Ribeirão Preto tinha ocupação de leitos de UTI públicas de 75%; Sertãozinho, 80%; Jaboticabal e Barretos, 70%. Matão não divilgou dados de internações.

Isolamento, letalidade e média móvel
O índice de isolamento social, medido pelo Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo do Estado de São Paulo), aponta que na segunda e terça-feira (18 e 19), Bebedouro tinha 52% de isolamento; já na quarta (20), o percentual baixou para 50%.
A taxa de letalidade de Bebedouro, que mede o percentual de pessoas infectadas que morrem em decorrência da doença, é de 2,02%. Já a média móvel indica que nos últimos sete dias, Bebedouro registrou 18,14 novos casos de Covid-19 por dia.