Bebedouro, futebol e família, itens fortalecedores

“Agradeço Bebedouro por todas as minhas conquistas”

0
110
Paixão – Técnico Pinho afirma que a profissão o levou para longe, mas o coração sempre o traz de volta para Bebedouro. (Gazeta)

Após ser revelado pela Internacional de Bebedouro, começou a ganhar projeção em grandes clubes paulistas e cariocas. Foram 16 times como jogador e, em 1978, pendurou as chuteiras a contra gosto, para assumir responsabilidade maior como treinador. A partir daí, o currículo de Olímpio Batista Ferreira Júnior, o técnico Pinho, já soma 58 clubes, sendo dois como gerente e 56 como treinador.
Apaixonado e grato por Bebedouro, Pinho afirma que a profissão o levou para longe, mas o coração sempre o traz de volta. Em bate-papo descontraído, o treinador fala sobre sua carreira, suas conquistas e sua ligação com o futebol.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição nº 10437, de 19 a 22 de outubro de 2019.