Bebedouro registra mais 23 casos de Covid-19, em quatro dias

Com quatro mortes confirmadas, uma ainda não contabilizada e duas suspeitas, prefeito anuncia novas medidas de restrição até o fim da semana.

0
79

De sábado a terça-feira (13 a 16), Bebedouro registrou 23 novos casos confirmados de Covid-19, somando 96 pacientes positivos, de acordo com levantamento da Vigilância Epidemiológica, computado até terça (16). Dentre os casos confirmados, 76 são de moradores de Bebedouro e 20 são da microrregião, atendidos em hospitais da cidade.
Até quarta (10), eram 69 pacientes com a doença. Na sexta (12), passaram para 73. No fim de semana, aumentaram 20 casos, passando para 93 pacientes com o vírus, na segunda (15). Já na terça (16), o número voltou a crescer, para 96.
Os óbitos da cidade dobraram no fim da semana passada, passando de duas vítimas, para quatro. Os dois primeiros casos, registrados em maio, eram vítimas de câncer, em tratamento em Barretos, onde contraíram Covid-19 e foram a óbito.
A terceira vítima é idoso, 82, com comorbidades, que estava internado em Barretos, onde faleceu na quinta-feira (11). Na madrugada de sexta (12), faleceu no Hospital Municipal homem de 79 anos, com quadro cardíaco grave, que já havia recebido diagnóstico positivo para Covid-19.
Na noite de segunda (15), mais um paciente de Bebedouro faleceu de problemas decorrentes da Covid-19. O empresário, 68, havia sido transferido para hospital da capital paulista, onde faleceu. Segundo a coordenadora da Vigilância, Thais Teixeira, a morte ainda não foi contabilizada no boletim de Bebedouro, pois o departamento aguarda liberação do atestado de óbito, para inseri-lo no banco de dados do Ministério da Saúde.
O prefeito Fernando Galvão, em entrevista a RB FM, na manhã de terça (16), disse que Bebedouro tem ainda mais duas mortes suspeitas de Covid-19.
A Unimed de Bebedouro contabilizou, na segunda (15), uma morte por Covid-19 em seus hospitais, mas trata-se de morador de Viradouro, que apesar de ter sido atendido em Bebedouro, deve ter seu óbito registrado na cidade de sua residência, Viradouro.
Os casos que receberam diagnóstico negativo para o novo coronavírus subiram para 251, sendo 199 de Bebedouro e 52 da região. Outras 16 pessoas aguardam resultados, 13 bebedourenses e três da microrregião.
Há quatro bebedourenses internados em estado grave, sendo um na UTI da Unimed e três em Barretos. A cidade soma também seis pacientes em enfermarias, três no Hospital Municipal e três na Unimed.

Índice de isolamento
O Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente), que contabiliza o índice de isolamento das cidades paulistas com população acima de 70 mil habitantes, aponta que o isolamento em Bebedouro permanece longe do índice ideal de 70% apontado pelo Governo de SP, porém, a cidade sobe no ranking novamente e está em 6º lugar entre as 20 melhores do estado.
O último levantamento divulgado pela Gazeta, na edição de quinta (11), mostrava que, na segunda (8), a taxa de isolamento estava em 48% e na terça (9), sofreu leve queda, passando para 47%, assim como na quarta (10), mas na quinta (11), subiu para 49%. Na sexta (12), com alta movimentação do comércio pelo Dia dos Namorados, o índice caiu para 46%, mas voltou a 49% no sábado e domingo (13 e 14). Na segunda-feira (15), a taxa registrada foi de 50%.

Novas medidas
Sexta (12), foi o primeiro dia de vigência das medidas mais rigorosas adotadas para o comércio bebedourense, após o anúncio do prefeito Fernando Galvão, que voltou a restringir ações, para evitar aumento da contaminação. Com o Dia dos Namorados, as ruas centrais do comércio estavam agitadas, especialmente em lojas de chocolate, jóias e perfumarias.
Na manhã de sábado (13), o volume de consumidores foi ainda maior, atendendo das 9h às 13h, inclusive com fluxo de crianças, que estão impedidas por decreto, de circular no comércio, além do uso inadequado de máscaras faciais por parte da população.
Na segunda e terça-feira (15 e 16), a reportagem da Gazeta notou redução na movimentação de clientes na rua Cel. João Manoel, que segue interditada para veículos. Em agências bancárias e lotéricas, havia maior fluxo de pessoas.
O prefeito concedeu entrevista a RB FM, preocupado com a situação e solicitou conscientização dos moradores. Galvão admitiu situação de alerta na região e garantiu que Bebedouro seguirá com medidas mais restritivas, em vigor, porém, reuniões que acontecerão nos próximos dias, com especialistas em Saúde e prefeitos da região, poderão mudar o cenário atual.
“Se não houver colaboração por parte da população, medidas ainda mais severas serão adotadas e alguns setores poderão ter atividades interrompidas”, disse o prefeito, que prometeu anunciar medidas para as áreas de comércio e serviços, até o fim desta semana.

Cenários distintos – No sábado (13), em meio período, a rua do Comércio reuniu alto fluxo de clientes, mesmo com medidas mais restritas de atendimento, assim como no dia anterior. Já no início da semana, na terça (16), havia menos pessoas nas ruas. (Gazeta)

 

Publicado na edição nº 10493, de 17 a 19 de junho de 2020.