Bebedouro tem 15,28% de ocupação de leitos de UTI

Gazeta aponta percentuais de internação na capital e cidades da região e analisa crescimento de casos em oito meses, considerando os moradores de Bebedouro.

0
423

O boletim epidemiológico de sexta-feira (27), aponta que Bebedouro tem 1.737 pessoas infectadas por Covid-19, desde março deste ano, sendo que 1.532 residem em Bebedouro e 205 são moradores da microrregião. São 24 casos a mais que os registrados na terça (24).
Do total de contaminados, 30 estão em isolamento domiciliar, apresentando sintomas da Covid-19; além de 1.660 pacientes já recuperados da doença, que representam 95,5% do total: 1.455 de Bebedouro e 205 da região.
O número de vítimas fatais da Covid-19 segue em 48, há cerca de 10 dias. Destes, 29 morreram em hospitais locais e 19 em unidades de saúde de outras cidades.
O boletim aponta ainda que há sete bebedourenses em UTI, em tratamento da Covid-19, quatro em Bebedouro e três em Barretos. Há também 10 infectados leves, em enfermarias da cidade. Todos estes não constam do total de infectados.
O índice de isolamento de Bebedouro segue entre os principais do estado, de acordo com o Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente): na terça-feira (24), estava em 49%; na quarta (25), subiu para 50%; e na quinta (26), voltou a 49%, em 2º lugar no ranking estadual.
A taxa de letalidade, que mede a porcentagem de pacientes infectados que evoluem para óbito, é de 2,76%. Já a média móvel de casos mostra que, nos últimos sete dias, Bebedouro teve 10,28 novas infecções por dia.

Taxa de ocupação de leitos
Com alta na taxa de transmissão da Covid-19 e em internações em UTI em todo estado, o governador João Dória disse que São Paulo poderá retomar restrições de isolamento social, nas próximas semanas. “Infelizmente, está acontecendo em todo o Brasil”, disse o governador, sobre o novo crescimento de infecções, e garantiu: “Temos que reconhecer que as pessoas estão exaustas de isolamento, distanciamento e de usar máscaras. O Plano São Paulo avalia regiões para evolução ou involução de infecções e óbitos. Isso permite uma avaliação diária. Se tivermos, em São Paulo, que regredir para garantir a vida e a saúde das pessoas, nós o faremos”.
O volume de pessoas internadas com o novo coronavírus em UTIs no estado cresceu 22%, comparando esta quarta (25), com duas semanas atrás. Em 16 das 22 sub-regiões do estado, o índice de contágio, que aponta quantas pessoas serão contaminadas por um infectado, está acima de 1. Na região de Registro, está em 2,1 e em Presidente Prudente, em 2,04.
Em todo estado de São Paulo, a taxa de ocupação de UTI, incluindo leitos públicos e privados, é de 50%, de acordo com a Secretaria de Saúde. Em Bebedouro, considerando-se os 26 leitos de UTI, sendo 20 do Hospital Estadual e seis da Unimed, a taxa de ocupação de leitos é de 15,28%, sendo que apenas quatro pessoas estão internadas em UTIs da cidade.
Os outros três bebedourenses internados em Barretos ajudam a compor o percentual de 36,53% de ocupação em leitos públicos e 16% em privados da cidade vizinha. Já em Ribeirão Preto, a taxa de ocupação é de 41,79% em hospitais SUS e 37,75% nas redes particulares. A capital paulista registra 60% de ocupação em UTI pública e 66% em leitos de hospitais privados.

 

Publicado na edição nº 10537, de 28 de novembro a 1º de dezembro de 2020.