Com mais acertos do que erros ‘Além da Ilusão’ chega ao fim

Marcos Pitta

0
35
Fim - Além da Ilusão chega ao fim na sexta (19), com mais acertos do que erros e cumprindo missão de elevar os índices de audiência da faixa das 18h. (Foto: Reprodução/Internet)

‘Além da Ilusão’, novela de Alessandra Poggi, das 18h, com direção de Luis Henrique Rios chega ao fim em duas semanas, cumprindo a missão de elevar os índices do horário.

Com os últimos capítulos no ar, a trama dificilmente fica abaixo dos 20 pontos, número considerado dentro da média para o horário. A narrativa consegue prender a atenção do telespectador em todos os núcleos e isto é o mais louvável de toda a trajetória de Poggi. Afinal, não é fácil criar um enredo com 167 capítulos, quando todos os núcleos têm coisas interessantes para acontecer.

Destaque para Paloma Duarte que faz bonito a cada cena. Semanas atrás, com a descoberta de que a filha que ela tanto procurou estava viva e era Olívia, papel de Débora Osório, a atriz deu show de atuação. Quem também não perde em atuação é Antônio Calloni, que ator. Este sim merece todos os aplausos do mundo. Larissa Manoela também encanta, por ser sua primeira novela na Globo, a atriz conseguiu, muito bem, dar conta do recado e segurou sua protagonista com unhas e dentes. O mesmo vale para Rafael Vitti e Danilo Mesquita. A escalação foi impecável.

Nos veteranos, todos arrasam, de Arlette Salles a Eriberto Leão, passando por Malu Galli, impecável como Violeta e Marcelo Novais, irresistível como Eugênio. O casal, inclusive, conquistou o público e são destaques diariamente no Tweeter, surpreendendo os próprios atores que não esperavam um casal de meia idade fazer tanto sucesso e ter tanta torcida do público jovem.

Com mais acertos do que erros, ‘Além da Ilusão’ não poderia terminar sem pecados, alguns deles graves.  A autora tenta, na reta final, redimir o vilão que fez tantas atrocidades, como estupro, sequestro e assassinato. O final de Matias deveria ser o enlouquecimento para sempre e não uma possível redenção. Os atos que fazem com que Isadora odeie Joaquim também não são tão convincentes, tendo em vista que o personagem de Danilo Mesquita fez várias armações para separá-la do mágico Davi, mas os crimes de Davi, mentindo desde sempre para provar sua inocência parecem até maiores. Ainda sobre a protagonista de Larissa Manoela, por vezes, a personagem pareceu contraditória com suas ideias à frente do seu tempo.

Outro ponto desfavorável foi a barriga que a novela criou antes de entrar na fase final, foram quatro semanas onde nada acontecia e a autora poderia ter usado este momento para revelações e novos conflitos. No mais, o brilho da novela não se perde e acompanhar esta história foi literalmente fazer uma viagem para além da ilusão.

Plot – Sigo inconformado que a autora vai perder a oportunidade de dar um dos finais mais surpreendentes das novelas, utilizando o protagonista ilusionista para dizer que no final tudo não passou de uma ilusão, mostrando que o que todos viam e acreditavam era a história da perspectiva dele que não suportou perder seu grande amor e, por isto, criou em sua cabeça a ilusão da irmã Isadora ter o mesmo rosto de Elisa, ambas interpretadas por Larissa Manoela. Seria um final fazendo total juz ao título, mas infelizmente não vai ser assim. Se isto for acontecer, não se trata de spoiler, mas sim de uma previsão que deu certo.

Publicado na edição 10.689, de sábado a terça-feira, 6 a 9 de agosto de 2022.