Confira a capa da Gazeta, edição de nº 10450, de 7 a 10 de dezembro de 2019

Oposição quer a responsabilidade do Executivo e inviabiliza gestão de Galvão, em 2020

0
317

Na última sessão da Câmara, os vereadores aprovaram novo percentual de 5% para remanejamento do orçamento de 2020, pelo prefeito Fernando Galvão. O valor é o menor já registrado na Prefeitura e também o menor percentual da região, fazendo com que as ações do Executivo fiquem “engessadas” e o Legislativo assuma as responsabilidades orçamentárias do município, já que o prefeito precisará da aprovação dos vereadores para qualquer movimentação do orçamento.

Quatro propostas foram apresentadas variando de 3% a 15%, mas foi a de 5%, proposta por Nasser Abdallah, Paulo Bola e Mariângela Mussolini, que recebeu aprovação, com apoio de Silvio Delfino, Fernando Piffer e Chanel.

Segundo o controller da Prefeitura, no comparativo com os últimos 20 anos, este é o menor percentual, assim como se comparado a cinco cidades da região (Barretos, Jaboticabal, Matão, Monte Azul e Sertãozinho), que variam de 10% a 50%.

Em sessão extraordinária, que começou após meia noite, o projeto de financiamento com a Desenvolve SP, de R$ 3,75 milhões, para pavimentação do Res. Pedro Paschoal foi aprovado por unanimidade, com a presença dos moradores na plateia, após suspeita de que o projeto seria colocado em votação na madrugada para que fosse rejeitado.