Cuidando das águas

0
362

A preocupação com o ambiente é cada vez mais urgente. O aquecimento global é uma realidade incontestável. Até o ceticismo sarcástico já reconhece que a Humanidade foi inclemente e continua a ser cruel com este que é o único planeta ainda capaz de nos acolher.

Uma das fragilidades da Terra é a oferta de água doce. No século 21, o petróleo cedeu seu lugar à água como o líquido mais precioso. Os futurólogos há décadas anunciam que, se houver guerra mundial, ela terá como causa a falta d’água e não a carência de petróleo.

Por levar o tema a sério é que a educação brasileira prevê uma conscientização ecológica da infância e juventude. Este ano, a parceria entre os Ministérios da Educação e do Meio Ambiente realizarão a V Conferência Nacional infanto-juvenil pelo Meio Ambiente – CNIJMA, cujo tema é “Vamos cuidar do Brasil cuidando das águas”.

O evento possui caráter articulador de estímulo ao desenvolvimento de ações de educação ambiental de forma integrada e interdisciplinar, em observância das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental.

Será uma importante estratégia de mobilização, sensibilização e conscientização para propiciar estudos, pesquisas e elaboração de projetos de ação nas escolas brasileiras.

Cada comunidade escolar dialogará com o alunado, para que as questões socioambientais locais mereçam reflexão e diagnóstico, assim como se projete como solucioná-las. São encontros para refletir e agir, com a participação dos estudantes, dos profissionais da educação, toda a comunidade escolar, os Grêmios Estudantis, os colegiados e a cidadania participativa.

É importante que toda escola realize essa atividade com a urgência possível. As Conferências na Escola devem ser realizadas até 31 de março. O Registro da Conferência na Escola  no site do MEC deve ser feito até 3 de abril de 2018. Em seguida, haverá uma Conferência Municipal e Regional, seguindo-se a Conferência Estadual, que deve ser realizada até 9 de maio, com registro no MEC até 11 de maio de 2018

A etapa final será em Brasília de 15 a 19 de junho de 2018 e contará com a presença das delegações dos Estados, formadas por estudantes na faixa etária de 11 a 14 anos e acompanhantes adultos.

As águas brasileiras esperam que todos se empenhem e agradecem o que se fizer de concreto para a sua hígida preservação.

Colaboração de: José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo e docente da Uninove