Depois da tempestade, a bonança

José Mário Neves David

0
82

O ano de 2020, que em breve se encerra, não foi, digamos, especial. Muitos dos planos feitos ao final de 2019 não foram colocados em prática ao longo dos últimos meses, seja em função da pandemia em curso, sem precedentes para as atuais gerações, seja por decorrência de dificuldades surgidas em tempos de vacas magras. Aquela viagem sonhada, o casamento planejado, a festa dos sonhos, a reunião de família, boa parte disso tudo ficou para, quem sabe, 2021. Faz parte.
Desde os tempos de criança ouço um bordão que indica esperança para tempos vindouros quando as coisas não estão como gostaríamos: depois da tempestade, vem a bonança. Com o passar dos anos e o desabrochar da maturidade, percebemos que, de fato, a vida é cíclica: em determinados momentos estamos bem, cheios de planos, ideias e sonhos, e em outros períodos da nossa existência, estamos imersos em problemas e situações que parecem incontornáveis.
Os eventos imprevisíveis de 2020 representam a tempestade para muitos. Comerciantes, empreendedores, trabalhadores autônomos, profissionais de saúde, pessoas que perderam entes queridos ou que lutam contra a doença, para todos estes o ano de 2020 tem sido difícil. A imprevisibilidade da vida é ainda mais evidente quando remetemos aos primeiros meses do ano: alguém imaginava o que viria pela frente?
É bem verdade que 2020 tem sido um ano excelente para alguns poucos privilegiados, especialmente para os que obtiveram bons ganhos financeiros com a situação de pandemia e todos os seus cuidados e implicações. A maioria das pessoas, contudo, tem tido um ano desafiador, e não apenas na seara financeira. Muitos não aguentam mais as restrições impostas pelo vírus, e o equilíbrio mental de outros está prestes a se desequilibrar.
Para quem está atravessando tempos difíceis, o mais importante é, além de manter a firmeza, ter a consciência de que em breve o céu voltará a se abrir, a tempestade passará e os frutos semeados serão colhidos – a tão esperada bonança. A vida é complexa e desafiadora, muitas das vezes nos prega peças inesperadas e nos apresenta questões que parecem insolúveis, porém é fundamental entender que nada é para sempre, e em nós reside a solução para quase todos os desafios que nos são impostos.
Este texto não tem a menor pretensão de ser um escrito de autoajuda, até porque não é este o fórum adequado para tanto. O que se busca nestas palavras é simplesmente apontar que, nesta vida, tudo passa, sejam os maus ou os bons momentos. Em um ano tão complexo e desafiador quanto está sendo 2020, nada mais legítimo do que ansiar por um 2021 diferente, mais profícuo e menos difícil – jamais menos desafiador.
Em alguns dias, um novo ano se inicia, e com ele os planos e desejos para 2021. Que você, leitor, que esteja enfrentando a tempestade, seja ela qual for, tenha força e determinação para seguir em frente, e que 2021 lhe traga a tão esperada e merecida bonança. Boas Festas!

 

 

 

(Colaboração de José Mário Neves David, advogado e administrador de empresas. Contato: jd@josedavid.net).

 

Publicado na edição nº 10543, de 19 a 23 de dezembro de 2020.