Deveria ser obrigação assistir e entender ‘Medida Provisória’

Marcos Pitta

0
54
Medida provisória - Filme dirigido por Lázaro Ramos enaltece o audiovisual brasileiro, tem elenco de peso e precisa ser visto por todos.

Dirigido por Lázaro Ramos, ‘Medida Provisória’ estreou nos cinema e apresenta como premissa uma sociedade distópica sob um regime autoritário, que tenta enviar todos os negros do país para o continente africano. O filme começa com tonalidade mais cômica e, aos poucos, o espectador entende que não se trata de comédia, mas de um drama que acontece no Brasil desde que os portugueses aqui chegaram em 1500.

O racismo enraizado em todos nós impede que muitos analisem o filme com a carga dramática e realista que ele transmite. A direção de Lázaro é impecável neste sentido e tudo no longa-metragem colabora para fazer o público entender como a sociedade atual está próxima, mas muito próxima da distopia discutida no filme.

Atuações de Seu Jorge, Taís Araújo, Alfred Enoch, Adriana Esteves, Renata Sorrah e Emicida são de tirar o chapéu, todo mundo está impecável em cena, transmitindo a máxima realidade. Tudo o que se vê na ficção pode sim, acontecer e, veladamente, acontece.

Prestar atenção no filme vai além de apreciar o audiovisual brasileiro que, mais uma vez, só para reforçar, mostra sua força. Assistir ‘Medida Provisória’ é se permitir tocar e apertar o dedo em cima da própria ferida. Dói. Dói bastante ver atos que você mesmo já protagonizou, mesmo que indiretamente. Dói ver o sofrimento dos personagens e perceber que eles existem na sua cidade, na sua rua, no seu país. Dói tocar na própria ferida, por isto, no título escrevi que assisti-lo deveria ser obrigação de todos e, mais do que isto, entendê-lo. Não basta assistir. Não basta comprar o ingresso – custoso – do cinema. Não basta prestigiar esta medida provisória tão bem explorada pelo diretor, é preciso compreendê-la e começar a agir para que, em breve, ela não passe a valer no Brasil de Bolsonaro e de bolsonaristas. Mas, para este último desejo meu acontecer (entender o filme), é tarefa para outra população, não aquela que elege e ainda apoia um governo que, com certeza, fomenta e endossa ‘medida provisória’ como esta. É para prestarmos atenção nisto.

Bilheteria – Apesar de estrear em poucas salas de cinema, em Bebedouro nem passou perto de estrear, ‘Medida Provisória’, em duas semanas em cartaz, reuniu 237 mil espectadores, chegando perto de ‘Marighella’, último recente grande sucesso brasileiro.

Publicado na edição 10.663, de sábado a sexta-feira, de 30 de abril a 6 de maio de 2022.