Em crescimento: Bebedouro tem 426 casos e 21 mortes por Covid-19

Cidade é 3ª em número de infecções no DRS/Barretos e 2ª com mais óbitos pela doença.

0
8

Bebedouro soma 37 novos casos positivos e mais três óbitos pela Covid-19 em três dias, segundo boletim epidemiológico de sexta-feira (31 de julho). Os pacientes com diagnóstico positivo eram 389 na terça-feira (28 de julho), passaram para 406 na quarta (29 de julho), aumento de 17 casos, na quinta (30 de julho), passaram para 412 (+6), e na sexta (31 de julho), subiram para 426 (+14).


O levantamento da Vigilância Epidemiológica informa que, do total de infectados diagnosticados em hospitais locais, 360 são de Bebedouro e 66 são pacientes da região. Dentre os portadores da Covid-19, 301 já estão recuperados (70,6% do total), sendo 246 bebedourenses e 55 moradores da região. Há ainda 104 pacientes que não estão curados do vírus, em monitoramento através do GEI (Grupo Estratégico de Isolamento): 93 de Bebedouro e 11 da região.
Os óbitos subiram para 21, sendo seis vítimas falecidas em hospitais de Bebedouro, uma na capital paulista e outras 14 em Barretos. Na quarta (29 de julho), foram registrados os óbitos de dois homens, em Barretos: o primeiro, aos 73 anos, com hipertensão e sequelas de AVC (Acidente Vascular Cerebral); e o segundo, de 58, tinha hipertensão e diabetes. Já na quinta (30 de julho), foi registrada morte de mulher, 78, também portadora de diabetes e hipertensão.
Um novo óbito foi divulgado pela Unimed, na sexta-feira (31 de julho), porém, até o fechamento desta edição, estava em análise e não constava no boletim oficial. Não foram informados dados da vítima.
Há 12 bebedourenses internados em UTI, sete em Bebedouro e cinco em hospitais da região, de acordo com o boletim. Há também cinco pacientes em enfermarias, dentre eles, dois em Barretos e três em Bebedouro.

Isolamento social
De acordo com o Simi-SP, do Governo de SP, o índice de isolamento de Bebedouro, na segunda-feira (27 de julho), estava em 49% e a cidade estava em 4º lugar no ranking entre os 20 municípios com maiores taxas do estado. Na terça (28 de julho), o índice caiu para 48% e na quarta (29 de julho), baixou ainda mais, para 47%, porém, ainda ocupando o 4º lugar no ranking. Já na quinta (30 de julho), o isolamento subiu para 50% e Bebedouro subiu ao 3º lugar no estado.

Contaminação e letalidade
Considerando os casos de Bebedouro e a população de 77,5 mil habitantes, há 5,49 pessoas contaminadas com Covid-19 por cada mil habitantes. Já a taxa de letalidade, que indica a porcentagem de pacientes infectados que faleceram em decorrência da doença, é de 4,92%, levando em conta 21 óbitos e 426 infectados.

Comparando regiões
A Gazeta analisa casos e óbitos dos 18 municípios que integram o DRS 5 (Departamento Regional de Saúde) de Barretos, com população de 440,8 mil habitantes, em comparação ao DRS 13, de Ribeirão Preto, que agrega 25 cidades e 1,48 milhão de habitantes.
Compõem o DRS/Barretos, além da cidade sede e de Bebedouro, Altair, Cajobi, Colina, Colômbia, Guaíra, Jaborandi, Monte Azul, Olímpia, Severínia, Taiaçu, Taiúva, Taquaral, Terra Roxa, Viradouro e Vista Alegre do Alto. A região soma 4,7 mil casos confirmados da Covid-19 e 146 mortes em decorrência do vírus. Vale destacar que 53% dos pacientes infectados, foram diagnosticados em Barretos.
Bebedouro é a terceira cidade com maior número de casos na região, atrás de Barretos (2.218) e Olímpia (618); já considerando as mortes pela Covid-19, Bebedouro está atrás apenas de Barretos (78).
Já a região de Ribeirão é composta por Altinópolis, Barrinha, Batatais, Brodowski, Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Cravinhos, Dumont, Guariba, Guatapará, Jaboticabal, Luís Antônio, Monte Alto, Pitangueiras, Pontal, Pradópolis, Santa Cruz da Esperança, Santa Rita do Passa Quatro, Santa Rosa de Viterbo, Santo Antônio da Alegria, São Simão, Serra Azul, Serrana e Sertãozinho. As 25 cidades somam 21,7 mil contaminados e 615 óbitos. A maioria dos infectados também está concentrada na cidade sede de Ribeirão (59%).
Considerando as 4,7 mil infecções pelo novo coronavírus e a população estimada, a região de Barretos tem 10,66 casos para cada mil habitantes; a taxa percentual de letalidade é de 3,10%, dentre as 18 cidades. Já no DRS/Ribeirão, a taxa de infecção de é 14,66 por mil habitantes e 2,79% dos infectados morrem pela doença nos 25 municípios.
Nota-se que, apesar de contabilizar mais pacientes infectados por número de habitantes, a região de Ribeirão Preto possui menor taxa de morte pela doença, que a região de Barretos.

 

Publicado na edição nº 10506, de 1º a 4 de agosto de 2020.