Em quatro dias, Bebedouro imuniza cerca de 4 mil pessoas

Novos grupos devem ser anunciados para esta semana, porém, a Vigilância aguarda liberação de lotes da vacina pelo Governo Estadual.

0
135
Imunizados - Aqueles que possuem esquema vacinal completo, com a 2ª dose (16.694) ou dose única (1.623), somam 18.317 pessoas, indicando 23,62% dos bebedourenses.

Bebedouro avança na imunização de pessoas maiores de 18 anos. Até o fim da tarde de sexta-feira (23), a cidade já aplicou 66.222 doses, de acordo com o “Vacinômetro”, do Governo do Estado de São Paulo.  Deste total, 43.905 pessoas receberam a 1ª dose, representando 56,61% da população geral do município, sem discriminação por faixas etárias. Aqueles que possuem esquema vacinal completo, que já receberam a 2ª dose (16.694) ou dose única (1.623), somam 18.317 pessoas, indicando 23,62% dos bebedourenses.

No decorrer da semana, segundo dados da Vigilância Epidemiológica, 3.920 mil pessoas foram vacinadas. Na segunda-feira (19), Bebedouro vacinou 850 pessoas na faixa etária de 36 anos. Na terça (20), foi a vez de homens e mulheres com 35 anos receberem a dose do imunizante, sendo aplicadas 800. Na quarta-feira (21), 870 pessoas na faixa etária de 34 anos foram vacinadas. Já na quinta-feira (22), com a imunização de duas faixas etárias de 33 e 32 anos, 1.400 pessoas receberam sua 1ª dose.

“A semana foi bem positiva e produtiva, graças a Deus. A vacinação está fluindo bem em Bebedouro. Pouco a pouco, estamos vacinando todos”, afirma a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Thais Teixeira.

Durante a semana, no período da manhã, das 8h às 12h, receberam a 2ª dose da vacina o público de 62 a 66 anos que recebeu a 1ª dose da AstraZeneca em abril. “Aplicamos muitas 2ª doses nesta semana. Na quinta-feira (22), foram 780 pessoas de 65 anos vacinadas”, ressalta Teixeira, completando: “Para a próxima semana, também aguardamos público grande. Na quarta-feira (28), a previsão é vacinar 900 pessoas de 64 anos. É importante observar a data agendada para a 2ª dose e apresentar documentos e comprovante da 1ª”.

Novos grupos devem ser anunciados para esta semana, porém, a Vigilância aguarda liberação de lotes da vacina pelo Governo Estadual. “Acredito que entre segunda (26) e terça-feira (27), devemos receber novas remessas”, pontua Teixeira.

Faltosos para a 2ª dose

Motivo de alerta pela Secretaria Estadual de Saúde e pela Coordenadoria do PEI (Programa Estadual de Imunização), a Vigilância Epidemiológica já preparou levantamento dos bebedourenses que ainda não compareceram à Feccib velha, para receberem a 2ª dose como descrito em seus comprovantes.

“Até maio estávamos zerados de faltosos. Com os lançamentos de junho e julho no sistema estadual, detectamos cerca de 200 pessoas que já deveriam ter recebido a 2ª dose, porém, encaminhei os dados a todas unidades de saúde que localizaram estas pessoas e as orientaram a procurar a Feccib velha. Na sexta-feira (23), por exemplo, aplicamos 150 segundas doses da CoronaVac”, enfatiza Thaís Teixeira.

Na região de Barretos, composta por 18 municípios, 7,7 mil pessoas deixaram de comparecer aos postos de saúde para a segunda dose da vacinação contra a Covid.

De acordo com governo estadual, 1,5 mil deixaram de tomar doses da CoronaVac e 6,2 mil da AstraZeneca, na DRS 5 (Diretoria Regional de Saúde), em Barretos.

Grávidas e puérperas

Com a orientação do governo estadual para que grávidas e puérperas que receberam a primeira dose da vacina AstraZeneca contra Covid-19 sejam imunizadas com a segunda dose da Pfizer, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica explica que apenas uma gestante em Bebedouro recebeu o imunizante da Oxford. “Entramos em contato com esta grávida que nos informou que prefere aguardar o parto, agora em agosto, para depois receber a segunda dose. Já as puérperas foram duas, mas até receberam sua segunda dose, já terão deixado o período pós-parto, não indicando perigo”, menciona Thais Teixeira.

Seis meses de vacinação

Na terça-feira (20), Bebedouro completou seis meses de aplicação de imunizantes contra a Covid-19. A enfermeira Ana Maria Iglesias, 63, que trabalha no Hospital Municipal há 25 anos, sendo 10 no Hospital e 15 na Vigilância Epidemiológica, foi a segunda pessoa a ser imunizada em 20 de janeiro.

“As vacinas continuam sendo a esperança de dias melhores, não apenas para Bebedouro, mas para o Brasil. Para mim foi muito importante receber a minha dose e acredito que para muitas pessoas também seja, pessoas estas que ainda estão aguardando sua vez chegar. Tenho esperança e fé que logo logo todos estarão vacinados”.

Aninha deixa um recado aos sommelier de vacinas. “Não temos que escolher vacinas. Aquela que tiver disponível na sua vez, tome, seja qual for. Todas foram testadas e aprovadas. Eu tomei a CoronaVac, mas poderia ter tomado qualquer outra, e me sinto bem protegida. Estou ótima, trabalhando e seguindo a minha vida, mas protegida. É algo simples, mas que irá te proteger. Aliás, não apenas você, como todos os que estão à sua volta. Imunizem-se, por favor”, pede a enfermeira, que desde o início da pandemia, não foi infectada pela doença.

Publicado na edição 10.595, de sábado a terça-feira, 24 a 27 de julho de 2021.