Em seis dias, 299 bebedourenses são registrados com Covid-19

Relatório do portal “SP-Covid-19 Info Tracker” indica que a taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 na regional de Barretos é a maior do Estado de São Paulo: 1,7.

0
49
Fonte: Vigilância Epidemiológica de Bebedouro

Por mais uma semana, Bebedouro registrou aumento de casos confirmados e óbitos pela Covid-19, segundo boletim epidemiológico de terça-feira (29). Os pacientes com diagnóstico positivo eram 9.975 na quarta (23) e passaram para 10.274, o que representa 299 novos casos em seis dias.

Dentre os portadores da Covid-19, os recuperados passaram para 9.842 bebedourenses. Há ainda 145 casos de pacientes que não estão curados do vírus, em monitoramento pelas autoridades locais.

A média móvel de infecções na cidade, em 18 dias, é de 84,16 novas contaminações diárias. Na semana de 11 a 18 de junho, 869 casos foram registrados; de 19 a 29 de junho, foram 646, queda de 25,66%.

Fonte: Vigilância Epidemiológica de Bebedouro

Os óbitos subiram para 287, sendo oito vítimas falecidas no fim de semana prolongado em Bebedouro e outras três incluídas no boletim de terça-feira (29). Dos óbitos registrados no decorrer do feriado prolongado, seis ocorreram no Hospital Municipal: quatro mulheres, de 62 anos, sem comorbidades, e 40, 56 e 80 anos, com diabetes mellitus e hipertensão arterial; e um homem, de 50 anos, que sofria de doença respiratória crônica. Consta ainda óbito de paciente de 66 anos, no Hospital Municipal, com diabetes, porém, sem especificação de gênero.  No Hospital Estadual foram duas mortes: homem de 58 anos e mulher de 55, com doença cardíaca crônica. No boletim de terça-feira (29), constam os falecimentos de três pacientes no Hospital Municipal: duas mulheres, de 48 e 51 anos, esta com obesidade; e homem de 90 anos, sem comorbidades.

No acumulado de dez dias, de 19 a 29 de junho, 17 mortes foram registradas, indicando recuo de 26,08%, em relação à semana anterior de 11 a 18 de junho, com 23. A média móvel dos últimos 18 dias é de 2,22 óbitos diários.

Atendimento Hospitalar

Na terça-feira (29), a ocupação dos leitos de UTI e de enfermaria do Hospital Estadual seguia em 100%. Na rede privada, o número de leitos livres aumentou: 27,27% dos leitos de enfermaria estão ocupados (seis dos 22 destinados à Covid) e na UTI, 45,45% (cinco dos 11 da ala Covid).

Há cinco pacientes em estado grave na UCE (Unidade de Cuidados Especiais), no Hospital Municipal, e 10 na enfermaria da unidade. Outros 11 bebedourenses em estado grave estão internados em UTIs de outros municípios, seja pelo SUS (Sistema Único de Saúde) ou por convênio.

Isolamento social

De acordo com o Simi-SP, do Governo de SP, o índice de isolamento de Bebedouro, na segunda-feira (28) ficou em 52%, colocando a cidade em 5º lugar entre as 20 com maior isolamento do estado. Já no domingo (27), a cidade ficou com 53% de isolamento e no sábado (26), com 51%.

Taxa de transmissibilidade

Relatório do portal “SP-Covid-19 Info Tracker” indica que a taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 na regional de Barretos é a maior do Estado de São Paulo.

Com dados atualizados até sexta-feira (26), a DRS (Diretoria Regional de Saúde) de Barretos, a que Bebedouro pertence, estava com Rt em 1,73, com “aumento do número de infectados” nas próximas semanas. Na edição da Gazeta de Bebedouro, de 19 de junho, a taxa estava em 1,01.

Em Araraquara, a taxa é de 1,10; em Ribeirão Preto, de 1,09; e em São José do Rio Preto, 1,00, podendo portanto, haver aumento de infecções.

O levantamento aponta também a média de ‘tempo de resolução’, ou seja, reflete o número médio de dias para que se tenha recuperação do paciente ou sua piora levando ao óbito, após período de internação. No Estado, esta média varia de 16 a 18 dias. Em quatro regionais analisadas, são 18 dias, aproximadamente, para que os pacientes recuperem-se ou seus quadros clínicos evoluam para mortes. Na regional de Barretos, o ‘tempo de resolução’ mantém-se em 17 dias.

“SP Acolhe”

Bebedouro é um dos municípios contemplados com o programa SP Acolhe, lançado pelo governo estadual, na terça-feira (29), oferecendo auxílio mensal de R$ 300 a famílias vulneráveis. A ação, que considera todas as estruturas familiares, exceto a unifamiliar, com filhos de todas as idades, integra o “Bolsa do Povo”.

O SP Acolhe beneficiará famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até três salários-mínimos que tenham perdido ao menos um familiar vítima de Covid-19, podendo ser pai, mãe, avô, avó, filho, filha ou outro parente, desde que a morte tenha ocorrido dentro do núcleo familiar.

No Estado, o programa beneficiará 11.026 famílias, com 11.143 auxílios, totalizando repasse estadual de R$ 20 milhões. O benefício será pago em seis parcelas mensais de R$ 300, entre julho e dezembro.

“Esta é mais uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, sob a liderança do Governador João Doria, para o enfrentamento dos desafios impostos pela pandemia de Covid-19, amparando a população em maior fragilidade social”, afirmou a secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Célia Parnes.

Ronda Covid intensifica-se no feriado prolongado

Conforme havia anunciado, no final de semana prolongado, a Ronda Covid intensificou plantões de denúncias e policiamento preventivo para evitar aglomerações e festas clandestinas, que descumprem decretos de prevenção à Covid-19. As denúncias foram atendidas pela Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária, fiscais de postura do Depto. de Planejamento e Polícia Militar.

Segundo dados da GCM, as denúncias começaram na véspera do feriado e estenderam-se até a noite de sábado (26). Nestes 4 dias, 9 ocorrências de “descumprimento de ordem pública” foram registradas; sendo 3 no centro; uma no Jd. Ciranda; 2 no Paraíso; 2 na praça do Jd. Primavera; e uma em Andes, na vicinal Fabiano Zacerelli.

Segundo o comandante Lorival Padovan, nenhuma autuação foi feita, porque “não foi constatada irregularidade”, porém, garante que todas as denúncias recebidas foram averiguadas e os responsáveis pelos locais denunciados foram orientados.

Publicado na edição 10.589, de 30 de junho a 2 de julho de 2021.