Enquanto aguarda vacina para jovens de 18 a 23 anos, Bebedouro imuniza adolescentes com comorbidades

De segunda a sexta-feira, a Secretaria de Saúde aplica a 2ª dose para diferentes grupos e faixas etárias, no período da manhã, das 8h às 12h.

0
47
Aproximadamente mil doses - Na segunda (23) e na terça-feira (24) completaram o ciclo vacinal homens e mulheres com 28 e 29 anos.

A Secretaria de Saúde prevê imunizar, nesta quarta-feira (25), com a aplicação da 1ª dose contra Covid-19 jovens com 16 e 17 anos com comorbidades, grávidas ou deficiência. A vacinação acontece no barracão da Feccib velha, das 16h às 20h.

Para receberem o imunizante, além de RG, CPF e cartão do SUS, os adolescentes com comorbidades ou deficientes devem apresentar documentos comprobatórios da condição e grávidas, o cartão da gestante. “Todos devem estar acompanhados por pais ou responsáveis para receberem a vacina e terem preenchido o cadastro através do ‘Vacina Já’, no site do governo estadual”, orienta a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Thais Teixeira, explicando que jovens de 12 a 17 anos só podem receber o imunizante Pfizer. “Esta é a única vacina contra a Covid-19 autorizada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para este público”.

Para a próxima semana, está prevista a segunda etapa da vacinação para adolescentes. Desta vez, a Secretaria de Saúde imunizará jovens de 12 a 15 anos, com comorbidades, deficientes e gestantes, na terça-feira (31), das 16h às 20h, na Feccib velha. Também é necessário que pais e responsáveis acompanhem os adolescentes e apresentem exames comprobatórios e relatórios médicos, além de documentos e cadastro no site do governo estadual. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a previsão é vacinar 450 pessoas.

Na quarta-feira (18), 1.020 pessoas de 24 anos receberam o imunizante, desde então, não há previsão para que maiores de 18 anos recebam a primeira dose contra a Covid.

“Não há previsão para terminarmos a imunização das pessoas maiores de 18 anos. Conforme a Regional de Saúde de Barretos nos informa das doses disponíveis para Bebedouro, vamos agendando novas faixas etárias”, explicou a secretária de Saúde, Silvéria Larêdo, à Gazeta em 18 de agosto.

Já a coordenadora da Vigilância Epidemiológica diz que ainda aguarda resposta à solicitação feita ao Governo Estadual de doses extras para Bebedouro. “Ainda não obtivemos resposta, estamos aguardando retorno”.

2ª dose

De segunda a sexta-feira, a Secretaria de Saúde aplica a 2ª dose para diferentes grupos e faixas etárias, no período da manhã, das 8h às 12h.  Para esta quarta-feira (25), são aguardadas pessoas com comorbidades, que foram imunizados com AstraZeneca, para que completem seu esquema vacinal. Neste dia, serão atendidas as três datas da carteira de vacinação: 24, 25 e 26 de agosto.

Na segunda (23) e na terça-feira (24) completaram o ciclo vacinal homens e mulheres com 28 e 29 anos. “Aplicamos aproximadamente mil doses para estas duas faixas etárias”, ressalta Teixeira, enfatizando que “aquelas pessoas que estão para receber a 2ª dose, mas não constam no cronograma anunciado, devem estar atentas à data da sua carteirinha. Caso a data caía em um sábado, a pessoa pode comparecer na Feccib velha, na sexta anterior ou na próxima segunda-feira, sempre das 8h às 12h. É importante levar os documentos e a carteirinha da 1ª dose”.

Bebida alcoólica após vacinação

Desde o começo da vacinação contra a Covid-19, em janeiro, uma das dúvidas que rapidamente espalhou-se foi a relativa ao consumo de bebidas alcoólicas após ser vacinado.

De acordo com a Anvisa, não há nenhum tipo de informação nas bulas dos imunizantes que alerte e traga evidências entre o consumo de álcool e a ineficácia da vacina contra o vírus. “Nunca recebemos esta orientação e nem informe técnico relacionado a este assunto. Nós, da Vigilância Epidemiológica, nunca informamos que não é permitido”, enfatiza Thais Teixeira.

Publicado na edição 10.604, de 25 a 27 de agosto de 2021.