Estado pode endurecer medidas a partir de sexta-feira (26)

“Ultrapassamos o maior número da história da pandemia e temos que ter atenção especial a algumas regiões do Estado”, diz secretário Estadual de Saúde.

0
92
CoronaVac - João Doria e Dimas Covas anunciaram, na terça-feira (23), a distribuição de 1,2 milhão de doses e, na quarta (24), de mais 900 mil frascos da vacina. (Divulgação/Governo do Estado de SP)

O Governo do Estado de São Paulo pode anunciar, nesta quarta-feira (24), novas restrições, além das que constam no Plano São Paulo. Isto, porque o Estado registrou, na segunda-feira (22), o maior número de pacientes internados em UTI, desde o início da pandemia.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, até segunda (22), eram 6.410 pacientes. “Ultrapassamos o maior número da história da pandemia e temos que ter atenção especial a algumas regiões do Estado”, disse o secretário da pasta Jean Gorinchteyn, na coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Dados da Secretaria Estadual apontam que a 8ª semana epidemiológica de 2021 registrou crescimento de 5,5% nas internações em relação à semana anterior, apesar das quedas de 9,5% no número de novos casos e de 5,5% nos óbitos decorrentes da pandemia. A taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 67,9% no Estado.

“O Centro de Contingência apresentou recomendações extraordinárias e o governo está fazendo análise disto. Estas medidas adicionais ao Plano São Paulo serão anunciadas na quarta-feira (24), para entrarem em vigor na sexta-feira (26)”, afirmou João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência da Covid-19, preocupado com a situação no interior do Estado. “São recomendações que vão tratar da redução da mobilidade, redução da movimentação das pessoas, e que é o que a gente pode fazer neste momento para reduzir esta taxa de transmissibilidade”, explicou.

Imunização – O governo estadual anunciou envio de novas remessas da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde. No total, serão 5,6 milhões de frascos, entre 5 de fevereiro e 5 de março, 65% a mais do volume previsto inicialmente.

Na terça-feira (23), o Instituto Butantan iniciou a distribuição de 1,2 milhão de doses e, nesta quarta (24), serão entregues mais 900 mil frascos da vacina. De quinta (25) a domingo (28), também estão previstas liberações de 600 mil doses diárias.

No início de março, o Butantan disponibilizará mais 1,7 milhão de vacinas para a imunização do país, estando previstas remessas de 2 a 5 de março.

Publicado na edição 10.557, de 23 a 26 de fevereiro de 2021.