Fim das ideologias e da paciência

0
237

Falência dos partidos políticos e surgimento dos blacks blocks são apenas mostras da desorganização que vem por aí.

O filósofo Luiz Felipe Pondé, em entrevista exclusiva a Gazeta traz reflexões importantes sobre a mudança histórica que estamos passando no Brasil e no mundo. Com a queda do muro de Berlim em 1989, tardiamente começa desmoronar as ideologias mais fortes dos dois últimos séculos.
Desde o final do século XX até estes 13 anos do século XXI, trocaram-se os papéis nos governos. Partidos de direita e conservadores perderam eleições ou foram destronados, no caso de ditaduras, e oposicionistas, na maioria, de partidos de esquerda assumiram o poder.
Porém, as trocas de grupos políticos não resultaram, como esperado, em substituições de práticas condenáveis. Para piorar, os governantes de esquerda, como Lula e Hugo Chávez, inventaram coletâneas de programas sociais que amenizaram os abismos sociais, mas não acabaram com eles.
Com esta quebra de confiança e desilusão ideológica, principalmente entre os jovens, houve rejeição a todas as legendas, inclusive aquelas de extrema esquerda. O primeiro sintoma foram as manifestações populares de junho deste ano. O segundo sinal é o surgimento do ‘black block’, grupo supostamente anarquista, que presente em todas as manifestações dialogam com violência contra prédios públicos e instituições financeiras.
Vale relembrar que há cinco anos, Paris, na França, foi sacudida por manifestações violentas, sem características políticas. Muitos apressaram-se em rotulá-las, mas não há nada que se encaixe neste quadro atual.
Pode-se criminalizar os integrantes do black block, colocá-los atrás das grades, mas impossível enjaular o crescente descrédito ideológico. O problema não são os mascarados, são a grande parcela da população que não vai às ruas, mas está com a mesma raiva. Só não têm tempo para manifestações, porque têm de trabalhar duro para sustentar a própria casa e a ineficiente máquina estatal.

Publicado na edição nº 9613, dos dias 22 e 23 de outubro de 2013.