Fonte Luminosa Gazeta de Bebedouro será revitalizada

Ação integra o projeto de revitalização das praças da área central em parceria com a iniciativa privada. Na terça (29), empresa terceirizada deu início à retirada dos bancos para substituição, na praça da Matriz.

0
41
(Divulgação)

Desde o início da pandemia, a Fonte Sonora-Luminosa Gazeta de Bebedouro está desativada, para evitar aglomerações. Agora, a atração será reativada, após manutenção e limpeza da Fonte, etapa inclusa no projeto de revitalização das praças da área central de Bebedouro, a Monsenhor Aristides da Silveira Leite, da Matriz de São João Batista, e a Barão do Rio Branco, em parceria com a iniciativa privada.

“A revitalização da Fonte Sonoro-Luminosa Gazeta de Bebedouro faz parte deste projeto, e terá início após o trabalho mais pesado, que é a retirada e substituição dos bancos e o calçamento. A previsão é que em 20 dias iniciemos a revitalização neste local específico”, explica o secretário de Desenvolvimento, Rogério Valverde, mencionando que o projeto de manutenção da Fonte, está sendo definido. “Nos próximos dias, detalharemos tudo o que será feito”.
Na manhã de terça-feira (29), empresa contratada deu início à retirada dos bancos da praça da Matriz de São João Batista, sendo que o processo deve durar 15 dias. “O trabalho é realizado bem cedinho para não atrapalhar o trânsito e o fluxo de veículos”, diz o diretor da Garagem Municipal, Luís Carlos dos Santos.
No período da tarde, funcionários municipais faziam limpeza e assentamento das pedras portuguesas de onde os bancos foram retirados. “A substituição e padronização dos bancos ocorre porque muitos estão quebrados, outros comprometidos, colocando em risco a segurança das pessoas. O projeto inclui também paisagismo, com poda e substituição de vegetação decorativa, manutenção do calçamento, com substituição de pedras portuguesas danificadas ou soltas, e instalação de lixeiras e de iluminação decorativa de LED, nos bustos”, detalha o secretário de Desenvolvimento, Rogério Valverde, informando que o projeto está previsto para ser concluído em 90 dias.
Até o momento, cinco empresas são parceiras, Torrieri Imobiliária, Millenium, TransGuivi Transportadora, TransLima Transportadora e Cris Rodas, mas outras ainda podem apoiar a iniciativa.

 

Publicado na edição nº 10522, de 30 de setembro a 2 de outubro de 2020.