Justos e injustos

0
99
Premiado – Silvio Santos entregou Troféu a Roberto Cabrini, por seu programa ‘Conexão Repórter’, que venceu na categoria melhor programa de TV, no ano passado. Os vencedores deste ano deverão buscar o troféu em 2020, quando Cabrini deverá receber o prêmio deste ano. (Reprodução/Site SBT)

Na noite de domingo (28), o SBT exibiu a 61ª edição do Troféu Imprensa, com apresentação de Sílvio Santos, premiando músicos, jornalistas, atores e atrizes, novelas, humorísticos e as demais atrações que estiveram presentes na televisão em 2018. Entre os vencedores da estatueta, tanto do troféu imprensa, quanto do troféu internet, houve justiça e injustiça na premiação e, em muitas categorias, concorrentes que não mereciam (pelo menos agora) estar entre os três finalistas. Ainda na premiação, para cada categoria, o dono do SBT entregou o Troféu Internet, que premia os vencedores pela opinião popular, já que o Imprensa é dado ao artista mais votado pela bancada de jurados presente na premiação.

Justos e Injustos 2
A categoria que mais mostrou essa discrepância entre os finalistas foi a de melhor atriz de 2018 que trazia como finalistas, Adriana Esteves pela Laureta de ‘Segundo Sol’, Marina Ruy Barbosa pela Amália de ‘Deus Salve o Rei’ e Sophia Valverde pela Poliana, da novela infantil do SBT ‘As Aventuras de Poliana’. Não é cabível a atriz mirim disputar a categoria de melhor atriz de novela com Esteves e Ruy Barbosa. O Troféu Imprensa foi para Adriana Esteves, a mais votada entre os jurados da noite e o troféu internet para a pequena Sophia.

Justos e Injustos 3
Sophia Valverde se destacou sim como a protagonista da novela do SBT, mas deveria estar concorrendo como atriz mirim ou, no máximo, como revelação, mas não, pelo menos ainda não, como melhor atriz. Déborah Secco, Giovanna Antonelli, Bianca Bin, Marieta Severo e até Fernanda Montenegro poderiam ter entrado nesta lista no lugar da pequena.

Justos e Injustos 4
Como melhor cantora, o Troféu Imprensa foi parar nas mãos de Anitta, ao contrário do Troféu Internet que foi dado para a sertaneja Marília Mendonça. 2018 realmente foi o ano de Anitta que alçou voos internacionais, sendo agora reconhecida mundialmente, além de ter se tornado jurada técnica do ‘The Voice México’. Mendonça também mereceu a estatueta, já que é a cantora mais ouvida do Brasil na internet.

Justos e Injustos 5
A filha de Silvio Santos, Rebeca Abravanel venceu como revelação do ano e levou os dois troféus para casa, ela estreou na grade do SBT apresentando programas como o ‘Roda a Roda Jequiti’. Como programa humorístico, os jurados que estavam presentes escolheram o ‘Zorra’ da Rede Globo e a internet entregou o troféu para ‘A Praça é Nossa’ do SBT. A justificativa para a escolha do ‘Zorra’, segundo os jurados foi a mudança que o humorístico apresentou, tornando-se mais político e crítico.

Justos e Injustos 6
A melhor novela do ano ficou, nos dois troféus, com a Rede Globo. O Imprensa foi para ‘O Outro Lado do Paraíso’ de Walcyr Carrasco e o Internet ficou com ‘Segundo Sol’ de João Emanuel Carneiro. Houve empate na categoria melhor programa de entrevista entre o ‘Lady Nigth’ de Tatá Werneck e o ‘The Noite’ de Danilo Gentili, ambos receberão o Troféu Imprensa, e pela internet, o talk show de Gentili foi o mais votado.

Justos e Injustos 7
Como melhor ator, Chay Suede ganhou o Imprensa e Nicolas Prattes venceu pela internet. Eles atuaram na novela ‘Segundo Sol’ e ‘O Tempo Não Para’, respectivamente. Prattes, como mencionou um dos jurados, ainda é novo para concorrer a este título, sendo que ao lado dele tinha o nome de Vladmir Brichta, que além de veterano, arrasou no ano passado como o vilão Remy de ‘Segundo Sol’.

Justos e Injustos 8
Outras atrações também foram premiadas na noite de domingo. O ‘Jornal Nacional’ levou os dois troféus da noite, na categoria melhor jornal de TV. Como programa de TV, os premiados foram ‘Conexão Repórter’ do SBT (Imprensa) e ‘Fantástico’ da Globo (Internet). A melhor dupla sertaneja foi Zé Neto e Cristiano nos dois troféus, eles competiram com Thaeme e Thiago e Simone e Simaria, que mereciam ter ganhado a votação.

Justos e Injustos 9
Houve ainda premiação para Eliana, como melhor apresentadora de TV, nas duas modalidades e Luan Santana, como melhor cantor pela imprensa e Gusttavo Lima, pela Internet. O melhor programa de auditório levou dois troféus: Programa Silvio Santos.

Comentário infeliz
Ainda sobre a premiação, um dos críticos de TV presentes na bancada do júri, Léo Dias, foi completamente infeliz quando votou para melhor apresentador/a de telejornal. Dentre os concorrentes estavam: Rachel Sheherazade, do SBT, Sandra Annenberg, da Globo e Willian Bonner, também da Globo. Ao votar em Sheherazade, Dias afirmou que Annenberg tem carisma para apresentar programa de culinária e não um telejornal.

Comentário infeliz 2
Após o comentário completamente ridículo do jurado, Silvio Santos revelou que Sandra Annenberg não só levou o Troféu Imprensa, mas também conquistou o Troféu Internet. Ao contrário do comentário de Léo Dias, a concorrente Rachel Sheherazade publicou em suas redes sociais a seguinte mensagem: “Parabéns à colega Sandra Annenberg pelo prêmio de melhor âncora. Merecido!”, escreveu a jornalista do SBT.

(…)

Publicado na edição 10391, de 1º a 6 de maio de 2019.