Mais de 2,5 mil pessoas são vacinadas contra Covid em novo formato

Estado adianta imunização de idosos com 64 anos e prevê cronograma para novos públicos até 18 de maio.

0
273
Organização – A Feccib velha é o novo espaço de vacinação contra a Covid-19 na cidade, concentrando aplicações de 1ª e 2ª doses. No novo formato, o público deve se vacinar a pé, seguindo as placas de sinalização. (Gazeta)

Em novo espaço e com público recorde, Bebedouro dá sequência ao plano de imunização, vacinando pessoas de 65 e 66 anos na terça-feira (20). Cerca de 2.590 doses do imunizante da AstraZeneca foram recebidos do Ministério da Saúde, através do Governo de São Paulo, para atender este extenso grupo. As alterações na logística de vacinação, segundo a Prefeitura de Bebedouro, foram pensadas para atender a esta grande demanda.

Diferente do processo que estava sendo realizado, esta faixa etária recebeu o imunizante no barracão da Feccib velha e não no Sambódromo. Neste novo modelo, os idosos entram com o veículo no estacionamento do local, mas é caminhando que encontram a vacina. Uma senha deve ser retirada, para manter a organização, e a orientação é aguardar em uma espécie de sala de espera, até ser chamado. Ao alcançar a ala de vacinação, cada um deve apresentar seu formulário preenchido ou preenchê-lo ali mesmo. A carteirinha Covid é entregue assim que o cadastro está completo e, então, é chegada a hora de receber o imunizante.

“Antes, estávamos vacinando idosos de mais idade, principalmente acima de 70 anos, em que muitos têm dificuldades de locomoção. Agora, esta faixa etária próxima de 60 anos é mais ativa, tem melhor mobilidade. O ponto fundamental foi o aumento do número de pessoas a se vacinarem. Quanto menor a idade, maior o grupo, por isso, o Sambódromo ficou pequeno para atender todo mundo com agilidade. O barracão da Feccib é maior e permite que as pessoas fiquem mais bem acomodadas, sentadas e em local coberto, enquanto aguardam o recebimento da vacina”, justifica a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Thais Teixeira.

A secretária de Saúde, Silvéria Larêdo, acrescenta: “no drive-thru seria insustentável, no antigo modelo, a fila de carros ficaria enorme, então, optamos pelo novo modelo que tem dado certo. Começamos a vacinar às 8h e em uma hora, mais de 700 pessoas já haviam recebido a 1ª dose”, comemora.

A bancária aposentada Fátima Salvador confessa que estava receosa quanto ao novo sistema, mas aprovou: “Estava super ansiosa, mas senti uma sensação de alívio e esperança e acredito que, se Deus quiser, tudo vai melhorar. A princípio me preocupei, porque logo pela manhã houve tumulto, mas achei 10. O pessoal é super ágil. Agora é esperar a 2ª dose”.

Antes da abertura dos portões, fila extensa se formou do lado de fora, sem o devido distanciamento. Teixeira garante reavaliar os protocolos, para evitar aglomerações, mas orienta que a população não vá até a Feccib com horas de antecedência: “Nossa intenção não era que houvesse aglomeração. A orientação é que estacionem seus carros na rua ou no estacionamento e entrem a pé, mas muitos chegaram aqui horas antes de abrir os portões e desceram dos carros do lado de fora, criando aglomeração. Não há necessidade de virem tão cedo, porque o processo de vacinação é rápido, podem chegar a partir das 8h”, garante a coordenadora.

A partir desta terça (20), tudo o que diz respeito à vacinação de Covid-19 será concentrado na Feccib. Lá também há uma sala fixa de vacina, então, quem não conseguir se vacinar no dia e horário previstos no cronograma, pode ir até esta sala, das 12h às 16h, diariamente.

2ª dose

Na manhã de segunda-feira (19), ainda no Sambódromo, em sistema drive-thru, idosos de 69 a 71 anos receberam a 2ª dose da vacina do Butantan. Na terça (20), outros remanescentes foram até a Feccib buscar pela 2ª dose, mas elas acabaram em pouco tempo. Segundo Larêdo, no começo do dia, já na Feccib, a aplicação da 2ª dose foi um pouco conturbada, mas com a distribuição de senha, logo organizamos os idosos e conseguimos vaciná-los”, conta.

O senhor Carlos Nogueira, aposentado, diz que foi orientado, na unidade de saúde, a ir tomar a 2ª dose, mas lamentou não ter conseguido e pediu informações mais claras da Secretaria de Saúde. Segundo a secretária, quem não recebeu a 2ª dose nesta semana, deve aguardar até a próxima, para a chegada de novos lotes.

Estado adianta vacinação de 64 anos

Em coletiva de imprensa na manhã de terça-feira (20), o governador João Doria anunciou cronograma de vacinação até de 18 de maio e adiantou a vacinação de idosos de 64 anos para sexta-feira (23). Bebedouro anunciou que aguarda a chegada das vacinas, mas a previsão é também vacinar este público, das 8h às 11h, na Feccib.

O novo cronograma estadual prevê a vacinação de idosos de 63 anos para o dia 29 deste mês e o grupo de 60, 61 e 62 anos para 6 de maio. Pessoas com Síndrome de Down, que passam por diálise e transplantados imunossuprimidos, com idade entre 18 e 59 anos devem se vacinar em 10 de maio. No dia seguinte, recebem a vacina os metroviários e ferroviários. Já motoristas e cobradores estão previstos para se vacinar em 18 de maio.

Ainda na coletiva, respondendo aos jornalistas, o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, esclareceu que mulheres grávidas estão elegíveis para vacinação no estado, caso incluam-se em grupos prioritários, por exemplo, profissionais de saúde ou de Educação. Nestes casos, a grávida deve apresentar relatório médico comprovando sua aptidão para receber o imunizante.

Vacinação em números

De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, encaminhados à Gazeta, Bebedouro já vacinou 19,98% da população municipal, o que representa 15.500 pessoas, do total de 77.555 habitantes da cidade. O total de vacinas aplicadas, incluindo 1ª e 2ª dose, chega a 24.700.

Deste montante, 19.210 doses aplicadas em 10.010 pessoas são CoronaVac, referentes às duas doses de praticamente todos os grupos vacinais, e 5.490 são AstraZeneca, com apenas a 1ª dose aplicada até então.

No Brasil, o percentual de imunização está em 12,59%, com 26,6 milhões de brasileiros imunizados com pelo menos uma dose. Já no Estado de São Paulo, ao menos 6,22 milhões de paulistas já receberam uma dose do imunizante (13,44%).

Vacina da Influenza

Nos postos de saúde está havendo a vacinação contra Influenza, comumente chamada de vacina da gripe. Neste primeiro momento, a meta é vacinar crianças menores de 6 anos, gestantes e puérperas. A adesão à vacina Influenza está abaixo do esperado e a Secretaria de Saúde pede que este público procure as unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Previsão – Com cronograma até 18 de maio, Governo de São Paulo divulga vacinação
e adianta imunização de idosos de 64 anos para o fim desta semana. (Divulgação/Governo de SP)

Publicado na edição 10.572 de 21 a 23 de abril de 2021.