Não para

0
146
Desta vez, o assessor do vice-governador, Fernando Galvão, conseguiu através de seu antigo parceiro Rubens Cury, agora na Secretaria de Desenvolvimento Regional, encontro da comitiva de Bebedouro com secretários do governo estadual para discutir assistência e promoção social, igualdade racial e de gênero e apoio a mulher em situação vulnerável.

Mãos na massa

Segue a todo vapor o projeto de revitalizar o entorno e a própria Fonte Gazeta de Bebedouro, conforme prometeu o coordenador de Turismo, Marcus Lúcius Corrêa, em entrevista à Gazeta, recentemente. Desligada desde o começo da pandemia, a ideia é colocá-la em funcionamento, inclusive em horário estendido.

Campanha da cidadania

É inadmissível que os bebedourenses ainda se deem ao luxo de desperdiçar água. Moradores e síndicos alertem seus funcionários que não há lógica nem possibilidade de lavar calçadas, garagens, áreas de lazer e comuns, usando a mangueira em profusão, no lugar da vassoura. Vai faltar para o essencial. E se o racionamento chegar, não adianta reclamar.

Pra não dizer que não falei das flores

Até os ipês da av Pedro Paschoal, plantados por iniciativa da Gazeta, estão sentindo a grande estiagem e, neste ano, floresceram menos. Mas nem por isso, o espetáculo é menos bonito ou exuberante. A natureza sofre, mas não falha.

 Frase da semana:

“Com um amigo de verdade, nunca nos importamos de dividir a última bolacha do pacote, porque também desejamos para ele o que melhor desejamos para nós”

Francisco Weffort (cientista político, ex-ministro da Cultura no governo FHC, morto em 2 de agosto, aos 84 anos).

O deserto é aqui

Na tarde de quarta (11), por volta de 15h, a umidade relativa do ar marcava o baixíssimo índice de 12%. E tem gente que ainda desacredita na mudança climática… Com a seca tendendo a se intensificar e notícias diariamente dando ciência sobre os acontecimentos no mundo relativos ao clima, Bebedouro e os bebedourenses ainda não acordaram para o problema. A estiagem chegou por aqui com pelo menos quatro meses de antecedência, mas os desperdiçadores continuam em atividade.

O deserto é aqui 2

Justo na avenida onde residem os detentores de faixa considerável do PIB da cidade, a água rola solta das mangueiras como se não houvesse amanhã e os flagrantes são uma ofensa ao bom senso. Quando despertarem para o problema, o racionamento terá sido a única saída. Também não adianta dizer que é preciso fiscalizar. A cidadania pressupõe nossos direitos, mas nos esquecemos dos deveres, que são diretamente proporcionais ao que recebemos.

Arsenal bélico

E por falar em direitos, na sessão da Câmara de segunda (9), o presidente Jorge Cardoso subiu à Tribuna para solidarizar-se com a Coordenadoria da Acessibilidade sob a tutela do ex-vereador Lão, que havia subscrito nota de repúdio a um grupo de blogueiros, perdedores das últimas eleições, que ridicularizaram em uma live, os deficientes auditivos e visuais, imitando-os, em alusão ao que os vereadores pareceriam: cegos e surdos. Lamentável.

Arsenal bélico 2

Na sequência, o vereador Edgar Cheli tocou no assunto pela primeira vez, ao falar de sua chateação e tristeza com este mesmo grupo, que o desrespeitou com ofensas homofóbicas e de outras ordens, por ser ele contra o tratamento precoce contra a Covid. Tempos bárbaros.

Os jovens na berlinda

A franqueadora que opera os restaurantes McDonald’s na América Latina e no Caribe, Arcos Dorados, fez um anúncio de oportunidade, pela primeira vez para jovens não funcionários se capacitarem em habilidades para seu desenvolvimento pessoal e profissional. Conhecida por conceder oportunidades à moçada com emprego formal, a companhia abre as portas de sua universidade corporativa “Hamburger University” e oferece, desde quinta (12), Dia Internacional da Juventude, cursos gratuitos em Inteligência Emocional, Empreendedorismo, e outros assuntos de interesse do mercado de trabalho para a juventude.

Bons de copo

O Brasil é o 3º maior produtor de cerveja do mundo, atrás da China e dos Estados Unidos, segundo pesquisa de 2020, pela Barth-Haas Group. De acordo com a CervBrasil (associação da indústria de cerveja), a produção nacional é de 14 bilhões de litros/ano, representando 1,6% do PIB, faturamento de R$ 100 bilhões/ano e geração de 2,7 milhões de empregos.

Bons de copo 2

Lúpulo e cevada são ingredientes essenciais na fabricação da bebida mais amada pelos brasileiros e a produção desses insumos no Brasil tende a aumentar para atender a crescente demanda interna. Em 2020, o Brasil já tinha 1.383 cervejarias registradas no Mapa, aumento de 14,4% em relação a 2019, segundo anuário da área.

Bons de copo 3

O lúpulo, planta da espécie humulus lupulus cuja cultura tem alto valor agregado, é responsável pelo aroma e amargor da cerveja. Para atender a essa demanda crescente, produtores brasileiros iniciaram o cultivo desta planta por aqui, já que a indústria cervejeira importa quase 100% desta matéria-prima. Dados do MDIC (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços), apontam que, em 2020, o Brasil importou 3.243 mil toneladas do insumo, o equivalente a US$ 57 milhões.

Chance

Quem possui contas atrasadas junto ao Saaeb pode garantir 80% de desconto em juros e multas se quitá-las até 31 de agosto, à vista. A Lei Complementar nº 136 instituiu o PPI (Programa de Pagamento Incentivado) para facilitar o pagamento das contas de água em atraso de janeiro a julho de 2021, podendo também ser parceladas em até seis vezes, desde que a mínima seja de R$ 30. Quanto mais parcelas, menores os descontos em juros e multas.

Homenagens

Dois grandes ícones da cultura brasileira faleceram nesta semana: Paulo José e Tarcísio Meira. A companhia teatral bebedourense Dramaturmaquia postou nas redes sociais as várias faces da genialidade de Paulo José e de Tarcísio Meira, em bonitas homenagens.

Publicado na edição 10.601, de 14 a 17 de agosto de 2021