O público despede-se de ‘Pantanal’ e prepara-se para iniciar a ‘Travessia’ em mais um novelão das nove

Marcos Pitta

0
399
Passagem de bastão - ‘Pantanal’ despede-se do horário nobre e dá lugar a ‘Travessia’ que estreou com grandes cenas, dignas de um bom novelão. Na foto, Alanis Guillen, a protagonista Juma. (Foto: Divulgação)

A Globo levou ao ar na sexta-feira (7), o último capítulo de ‘Pantanal’, com cenas grandiosas e dignas de ficar para sempre na memória do espectador. A trama de Bruno Luperi realmente atendeu e superou todas as expectativas da emissora. A direção, inicialmente nas mãos de Rogério Gomes, passando em seguida para Gustavo Fernandez, contribuiu bastante para o sucesso da novela. O elenco de peso também fez o público viciar-se na novela, com muitos nomes de destaque já conhecidos pelo grande público, mas também outros que se tornaram conhecidos agora, e fizeram bonito. Caso da protagonista Juma, vivida por Allanis Guillen e a veterana dos palcos, mas iniciante na televisão, Isabel Teixeira, que deu vida à Maria Bruaca.

‘Pantanal’ terminou maior do que começou e, apesar de alguns tropeços do autor, a novela em nada perdeu sua essência, só acrescentou. Os capítulos finais foram arrasadores em todos os sentidos, grandes cenas, sequências emocionantes e é impossível assistir ao último capítulo sem derramar uma lágrima, com destaques para as brilhantes atuações de Dira Paes, Marcos Palmeira e Osmar Prado.

Com tanto sucesso e tanta arte em forma de telenovela, a passagem do bastão precisava ser à altura… E foi. Glória Perez foi escalada para substituir ‘Pantanal’ e começou a desenvolver ‘Travessia’ que teve seu primeiro grande capítulo exibido na segunda-feira (10), apresentando os personagens principais com maestria, bem no estilo Glória de ser.

O destaque do capítulo de estreia foi Grazi Massafera, que em sua participação especial conseguiu arrancar elogios dos críticos e do público, além de movimentar os dilemas que vão percorrer boa parte da história daqui para frente.

Destaque ainda para Vanessa Giácomo e Alessandra Negrini, como as irmãs Guida e Leonor. Impecáveis em cena, elas protagonizaram sequências eletrizantes e que ainda pretendem render muito no decorrer dos oito meses em que a novela fica no ar.

A direção artística de incumbência de Mauro Mendonça Filho abrilhanta ainda mais ‘Travessia’, que tem uma fotografia digna de novela das nove, lembrando, por vezes, os atributos do diretor bem explorados em ‘Verdades Secretas 1’, que também contou com sua direção. A nova das 21h também conta com Lucy Alves, Chay Suede, Rômulo Estrela e Drica Moraes que muito brilharam nesta primeira semana. A trama também traz de volta, personagens emblemáticos como Stênio e Helô, vividos por Alexandre Nero e Giovanna Antonelli, consagrados em ‘Salve Jorge’, retornando dez anos depois, para seguir com a história de gato e rato que tanto mexe com o telespectador.

Sai do ar um novelão, um remake consagrado duas vezes, primeiro em 1990 e, agora, em 2022, e entra no ar um novo novelão, com elementos ‘glorianos’ que todos já conhecemos, muito amor, vingança, traição e muito aprendizado com temas instigantes. Isto é Glória Perez, assim como a mulher que virava onça é o DNA de Bruno Luperi, herdado de Benedito Ruy Barbosa. Isto é novela e é disso que o brasileiro gosta. Bora para mais uma.

Publicado na edição 10.707, de sábado a terça-feira, 15 a 18 de outubro de 2022.