“Santo de casa não faz milagre”

0
109
Fora do campo - Tímido, sorridente e de grande coração, Marcos Canteiro emociona-se ao falar do projeto de futebol onde é voluntário. (Gazeta)

Humilde, simpático, educado e de coração gigante. Professor de Educação Física e ex-técnico da Inter abre o coração e emociona-se ao falar do projeto de futebol onde hoje atua como voluntário.
Bem humorado, discreto, se não for indagado, não diz o que é capaz de fazer por crianças e adolescentes em vulnerabilidade social, mas quem o conhece, pelo menos um pouco mais, sabe a importância de trabalhos assim em sua vida.
Mesmo com boa campanha, pediu demissão da Inter, após sentir que muitos desacreditavam no elenco e, principalmente, em seu trabalho. Marcos Canteiro é o entrevistado do Gente desta edição. E mais um a dizer que em Bebedouro, “santo de casa não faz milagre’.

(…)

Leia mais na edição nº 10140, de 15 a 19 de junho de 2017.