Sementes misteriosas

José Mário Neves David

0
128

Um fato curioso – e perigoso do ponto de vista fitossanitário – tem chamado a atenção dos brasileiros: em compras realizadas via internet, alguns consumidores do País receberam sementes de origem desconhecida junto ao produto adquirido. Há registros do recebimento em estados do sul, sudeste e centro-oeste do Brasil, tais como Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.
Muito embora haja ainda poucas informações sobre a origem e as razões do envio não solicitado de tais sementes nas compras on-line, acredita-se que os grãos sejam provenientes da China. As sementes recebidas estão sendo encaminhadas para análise no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA), de Goiânia, onde serão concentrados os estudos acerca das características das sementes no Brasil, sob orientação do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).
Muito embora tal recebimento desperte curiosidade, as autoridades fitossanitárias são taxativas em recomendar que as sementes não sejam plantadas, bem como não sejam abertas ou descartadas no lixo as embalagens plásticas contendo os grãos. Dado o desconhecimento sobre a origem e as especificidades das sementes misteriosas, estas podem representar um grave risco à flora e às culturas locais, gerando alertas de disseminação de pragas e introdução de espécies exóticas – e altamente perigosas – no bioma brasileiro. Toda atenção é pouca.

(Colaboração de José Mário Neves David, advogado. jd@josedavid.net).

 

Publicado na edição nº 10523, de 3 a 6 de outubro de 2020.