“Sempre acreditei”, afirma Bianchini sobre seu retorno ao Legislativo

Em entrevista a Gazeta, segundo vereador mais votado para o mandato 2021/2024, declara que Operação Cartas Marcadas foi “uma armação” para prejudicar seu irmão Italiano.

0
37
Retornando - Após oito anos fora da política, Paulo Bianchini retorna à Câmara, eleito pelo Solidariedade, com 1.347 votos, sendo o segundo vereador mais votado. (Gazeta)

Após oito anos fora da política, Paulo Bianchini (Solidariedade) retorna à Câmara Municipal. Eleito com 1.347 votos, foi o segundo vereador mais votado nas eleições municipais deste ano.
Para contar seus projetos e retorno, a Gazeta de Bebedouro com sua equipe de jornalistas e a diretora Sarah Cardoso, o recebeu, na manhã de quarta-feira (2), em mesa redonda.
Bianchini, que já filiou-se a três partidos diferentes, foi eleito pela 1ª vez, em 2008 pelo PTC (Partido Trabalhista Cristão), com 1.090 votos. Em 2012, tentou a reeleição, e embora ter sido dos mais votados, não se elegeu por não atingir coeficiente eleitoral.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

 

Publicado na edição nº 10539, de 5 a 8 de dezembro de 2020.