Taxa de transmissão na DRS de Barretos é a mais baixa da região

Infecções pela Covid-19 atingem 2.998 pacientes e número de mortes sobe para 69.

0
106

Bebedouro soma 2.998 infectados pela Covid-19, segundo boletim epidemiológico de terça-feira (9), com 2.661 pacientes de Bebedouro e 337 da região. 2.881 pessoas já estão recuperadas (2.548 daqui e 333 de fora) e 48 estão infectadas em isolamento domiciliar. Os óbitos em decorrência da Covid-19 subiram para 69, sendo o mais recente inserido no boletim de terça: homem, 83, hipertenso, falecido no Hospital Estadual.

Na terça-feira (9), a ocupação de leitos em Bebedouro, considerando UTIs públicas e privadas, estava em 76%, com 20 leitos ocupados, do total de 26. Somente no Hospital Estadual, são 18 pacientes em estado grave, dos 20 leitos disponíveis (90%). Na Unimed, em dois dos seis leitos há pacientes (33%). Há ainda três bebedourenses em UTIs de Barretos. As internações em enfermaria caíram para 20, sendo que 15 estão no Hospital Estadual, um no Municipal e quatro na Unimed, que ainda não constam do total de infectados.

Taxa de transmissão nas DRSs – A taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 na região de Barretos é menor que nas DRSs vizinhas e aponta possibilidade de controle da transmissão, segundo relatório elaborado pelo portal ‘Info Tracker – SP Covid’, com dados de segunda (8). Esta taxa avalia a possibilidade de transmissão do vírus de uma pessoa para outra, determinando a velocidade de contágio, estimando como a doença se espalha entre determinada população. Por exemplo, se a taxa for 1, cada infectado espalha para mais uma pessoa.

Na DRS de Barretos, a que Bebedouro pertence, a Rt está em 0,58; em Ribeirão Preto, a taxa é de 0,60; em São José do Rio Preto, 0,75. Estas regiões mostram estabilidade de contaminação. Em Franca, com Rt em 0,88, há possibilidade de estabilização caso o número regrida; e a taxa mais alta da região, de 1,05 em Araraquara, indica provável aumento de casos.

Volta às aulas – Na segunda-feira (8), as cidades paulistas, incluindo Bebedouro, retornaram às aulas. As escolas municipais deram início ao ano letivo 2021 ainda com aulas remotas, preparando sua estrutura para receber os alunos no sistema híbrido, com retorno presencial de 25% dos alunos, a partir de 18 de fevereiro. Nesta semana, os professores prepararam conteúdo de ensino, conheceram seus alunos virtualmente e encaminharam conteúdos e atividades a serem realizados remotamente.

Publicado na edição 10.553 de 10 a 12 de fevereiro de 2021.