‘Terra e Paixão’ aposta no melodrama clássico para reerguer a faixa das 21h

Marcos Pitta

0
173
Família La Selva - Glória Pires, Jhony Massaro, Débora Ozório, Cauã Reymond e Tony Ramos são membros da família central de ‘Terra e Paixão’, nova novela das 21h. (Reprodução/Globo)

A Globo deu início às chamadas de estreia de ‘Terra e Paixão’, próxima novela das nove, escrita por Walcyr Carrasco, com direção artística sob o comando de Luís Henrique Rios. Pelas primeiras imagens divulgadas, o público consegue perceber que a emissora apostará, novamente, com bastante força, em uma trama com gancho mais rural, assim como foi com ‘Pantanal’.

A narrativa desenvolvida por Carrasco apresenta-se como um clássico melodrama. A protagonista Aline, papel de Barbara Reis, foge com o filho, enquanto o marido é assassinado, tudo por conta das terras da família. Ela decide não ir embora, ficar, assumir as terras do marido e prosperar, enfrentando o vilão Antônio La Selva, papel de Tony Ramos.

Somente pelas primeiras cenas veiculadas, é possível perceber o forte embate entre mocinha e vilão. Tony, por sua vez, está muito bem em cena. Ao lado dele, Glória Pires aparece radiante, também como vilã, Irene, mãe de Daniel (Jhony Massaro) que faz de tudo para que ele assuma a empresa da família e não Caio, papel de Cauã Reymond, que não é filho dela.

Apostando ainda mais no drama, os dois irmãos irão disputar o amor da protagonista. Walcyr, mais uma vez, apostando no clássico. A mocinha se apaixona pelo filho do vilão que quer tomar suas terras. Nas primeiras chamadas, é possível notar elementos já abordados em outras de suas tramas como ‘Chocolate com Pimenta’, ‘A Dona do Pedaço’ e ‘O Outro Lado do Paraíso’.

Na direção artística, Luís Henrique Rios não decepciona e já mostra para o telespectador que as imagens serão de impressionar. A fotografia está digna de uma novela bem produzida, há um conceito por trás e para quem assistiu o último trabalho do diretor ‘Além da Ilusão’, sabe que dificilmente ele irá decepcionar quando o assunto é arte.

A aposta da Globo é alta para esta nova trama e o objetivo é reerguer a faixa, derrubada por ‘Travessia’. Até então, Carrasco não tem nenhum fracasso em seu currículo e sempre consegue fazer o público sentar no sofá, no horário da exibição da novela, para prestigiar suas histórias.

Dando sequência nas tramas rurais, o horário das 21h apostará ainda em mais um remake. Em janeiro de 2024, ‘Renascer’ será refeita. A notícia foi confirmada durante um evento da Globo, no Rio de Janeiro. A novela será adaptada por Bruno Luperi, neto do autor titular, Benedito Ruy Barbosa, assim como foi feito com ‘Pantanal’.

Publicado na edição nº 10.750, sexta a terça-feira, 21 a 25 de abril de 2023

COMPARTILHAR
Artigo anteriorFatos e fotos
Próximo artigoMude seu foco