Com riscos, ‘Um Lugar ao Sol’ vai estrear totalmente gravada

0
32
Gravações – Cauã Reymond e Alinne Moraes gravam cenas da novela em uma praia do Rio. No mesmo dia, Cauã também roda sequências com Andréa Horta. Os três encabeçam como protagonistas, a próxima novela das nove. (Reprodução Instagram Dois TV)

A próxima novela das 21h da TV Globo, ‘Um Lugar ao Sol’ vai estrear com todos os capítulos gravados. Se nada mudar, Lícia Manzo, responsável pelo roteiro deverá entregar os últimos capítulos em setembro e, depois, a edição começa a montagem. A estreia ainda não tem data oficial, mas deverá acontecer entre outubro e novembro, após o fim da atual reprise de ‘Império’.

Fazer a estreia assim, com a novela toda pronta, foi a única estratégia possível por conta das restrições impostas pela pandemia da Covid-19 e, agora, finalmente, teremos uma novela inédita na faixa das nove, depois de muitas reprises.

Todo mundo deseja ver uma obra inédita de novo e isso já vai ser possível a partir de 9 de agosto, quando ‘Nos Tempos do Imperador’, novela das 18h, entra no ar, também 100% concluída. Mas, a estreia de Lícia Manzo na faixa mais tradicional de novelas da Globo corre riscos e eles estão envolvendo três tópicos principais, vamos a elas:

1- A novela vai estrear num período ruim. Começar uma obra perto das festividades de fim de ano é arriscado. A TV Globo sabe bem disso. Antes da pandemia já era assim, imagina agora que as pessoas estão voltando a sair de casa e a atual reprise de ‘Império’ amargando tão baixos índices de audiência. É preciso divulgação maciça e convincente para atrair o público de volta.

2- Lícia Manzo é uma excelente autora, mas fará sua estreia no horário nobre. Novela das 21h é mais densa, tem mais apelo com o público e, até então, a experiência de Lícia é com tramas das seis que, geralmente, são mais calmas, românticas e com outra pegada.

3- O fato de a novela estrear totalmente pronta, quer dizer que tudo precisa dar certo. Os protagonistas precisam ser aceitos pelo púbico, os personagens precisam ser agradáveis e o enredo precisa prender. A novela, neste caso, não é mais uma obra aberta e a autora não poderá fazer alterações na história, caso algo desagrade. Isso é um fator de alto risco para o gênero. E, vale lembrar, ‘Nos Tempos do Imperador’, vai enfrentar os mesmos obstáculos.

No mais, pelo que já se sabe sobre o enredo, Lícia tem tudo para entregar uma excelente história e a fome por uma trama inédita tende a ser mais alta. Problemas vão existir e isso é fato. Será a primeira experiência de uma novela como obra fechada às 21h e este fato precisa ser considerado. Mas, para colocar uma novela nova no ar, está valendo tudo, ou quase tudo. O elenco está pesadíssimo, a autora sabe criar narrativas como ninguém, basta observar suas duas novelas às 18h (A Vida da Gente e Sete Vidas) e a direção que está a cargo de Maurício Farias não vai deixar a desejar. Para quem não o conhece, basta ver a série ‘Hebe’, brilhantemente dirigida por ele.

Que venha esta nova novela, pois todos nós precisamos encontrar um lugar ao sol.

Publicado na edição 10.597, 31 de julho a 3 de agosto de 2021