De volta ao começo

0
385
(Divulgação/Instituto PHD)

O Instituto PHD recentemente tomou conhecimento de uma suposta pesquisa eleitoral de sua autoria no município de Bebedouro/ SP.

Gostaríamos de deixar claro aos nossos leitores que até o momento não registramos nenhuma pesquisa no referido município.
IMPORTANTE: Para que você ateste a veracidade de qualquer pesquisa eleitoral, busque pelo número de registro (divulgação obrigatória junto à pesquisa) e faça uma consulta no TSE.
O Instituto PHD segue rigorosamente as normas eleitorais outorgadas pelo TSE, especialmente a RESOLUÇÃO Nº 23.600, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2019 (Dispõe sobre pesquisas eleitorais para o pleito de 2020)
Lamentamos o ocorrido, que certamente fere a população de eleitores com a propagação de informações improcedentes.
Para demais esclarecimentos, estamos à disposição através de contato@institutophd.com.br ou (19) 3325-8428.

 

Paisagem na janela – Cenas emocionantes estão sendo vividas pelos moradores das casas do novo bairro da cidade: Jardim Boa Esperança, ao assumir cada um seu lugar, na janela do seu sonho. (Divulgação)

 

Campanha da Cidadania

De novo – Fazendo novamente parte do cenário da avenida Pedro Paschoal está o lixo deixado pelos moradores no canteiro central. Que cena deprimente, infelizmente, a fazer parte do dia a dia de quem deveria só apreciar a bela avenida que temos na cidade. Falta civilidade e cidadania. Sobra desleixo e sujeira.

 

Frase da semana:

“Avançar sempre que possível. Retroceder sempre que necessário”

Governador João Dória, na coletiva da Saúde em São Paulo, na segunda (3).

 

Por causa dele
Segundo o médico Draúzio Varella “chegamos ao disparate de politizar a indicação de um medicamento ineficaz no tratamento da Covid-19: quem segue os caprichos do presidente tem que ser favorável à prescrição de cloroquina ainda que seja tão ignorante em medicina quanto ele”.

Por causa dele 2
Também a reabertura de igrejas tem feito aumentar o número de padres e bispos com Covid-19. Dois deles, muito conhecidos dos fiéis, Padre Marcelo e o bispo José Negri que concelebra as missas com padre Marcelo, são dois dos padres infectados, dentre os mais de 400 padres diocesanos, segundo balanço de comissão vinculada à CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) até 31 de julho.

Enquanto isso…
Na Câmara, votou-se na volta do recesso, em sessão extra, um documento assinado por todos os vereadores, incluindo-se aí o voto favorável do médico que é pré-candidato a prefeito, para que o prefeito Galvão imediatamente, reabra tudo, comércio, academias, templos, igrejas. Depois de um mês, os vereadores voltaram com vontade extra de fazer besteira, afinal é ano de eleição e agradar-a-qualquer-preço é o mote da vez. Vale até ir contra leis, regramentos, ciência, bom senso e, principalmente, ir contra as tentativas que levam à preservação da vida dos que adoecem pela doença. Isto sim é voltar das férias ignorando a realidade. Devem ter vindo de Marte.

De volta ao começo
Sem muita paciência, retomamos a cobertura das sessões da Câmara e o que se viu logo de cara foi a querência quase insuportável de ganhar no grito. O vereador Chanel (SD), primeiro a ocupar a Tribuna, berrou tanto, que mal se podia ouví-lo, quanto mais levar-lhe a sério. E considerando que nenhum de nós tenha memória, Chanel, ele mesmo, teceu incontáveis elogios ao então diretor de Desenvolvimento do governo IIaliano, Rogério de Carlos, com agradecimentos e tudo. Ser movido a interesses duvidosos deve ser mesmo o mais leviano e, ao mesmo tempo, o mais pesado dos mundos porque o interesseiro precisa considerar que ninguém se lembre das atitudes que ele tomou ontem, como se apenas o hoje existisse. Bendita seria então, a amnésia.

De volta ao começo 2
E para comemorar a volta do recesso do legislativo, grupos de WhatsApp disseminaram uma pesquisa falsa, que coloca o vereador pré-candidato em primeiro lugar. Ao apropriarem-se de pesquisa interna de um grupo político que não o seu, os falsificadores não se contentaram só com a apropriação indébita, também adulteraram os números e acrescentaram outros possíveis candidatos ao Executivo. Enfim, de volta ao começo, que usa pesquisa falsa para projetar-se e iludir o eleitor desavisado. O Instituto PHD fez o desmentido com comunicado de que a pesquisa é falsa.

Ativistas digitais
A seleção da semana vai para o bebedourense que virou paulistano Ricardo Rico de Barros, sempre a mostrar a criatividade da arte acima de tudo, seja em desenhos, charges ou sacadas culturais. Sempre bonito de se ver. Já o combativo jornalista Marco Antonio dos Santos tem deixado à mostra seu juízo de valores sem fugir um milímetro sequer do justo, do ético, e sem muita paciência para os cultuadores do ódio, da falácia e das ofensas. Sempre bom ler textos contundentes. E pra finalizar, que ninguém é de ferro, o oásis vem da Claudinha Fran, com uma palavra doce em meio ao caos, muita fé frente às adversidades e sensibilidade à flor da pele para tocar até os menos crédulos.

A solidariedade na pandemia
Entidades de Bebedouro precisam de R$ 1 milhão para fecharem suas contas, já que, por causa da pandemia, não puderam realizar suas ações anuais de arrecadação em eventos beneficentes e doações.
Iniciada em maio de 2020, a campanha Coração Solidário está mobilizando a população, com o objetivo de salvar as instituições sociais de Bebedouro. A medida é urgente porque é preciso equilibrar as contas de cada entidade. Nesse cenário, os projetos que há anos, garantem dignidade aos grupos que atendem, correm sérios riscos de fecharem suas portas.

Chegou nossa vez de agradecê-las
São 13 as instituições sociais da cidade que merecem nosso agradecimento pelo trabalho que realizam: Artsol, Apae, AMO, Casa de Santa Clara, Casa Santo Expedito, CAECC, Creche Lourenço Santin, DCA, Educandário Santo Antônio, Lar do Idoso, Recanto São Vicente de Paulo, Vila Lucas Evangelista, Vila Vicentina.
A conta que a ação faz é sugestiva, por si só, “se cada bebedourense contribuir com R$ 10 pelos próximos 3 meses, a meta será alcançada”.
Para mais informações, o doador pode entrar em contato pelo WhatsApp (17) 99678-7654.

 

Publicado na edição nº 10508, de 8 a 11 de agosto de 2020.