Foi por pouco

0
1288

O sonho do acesso à série A-3 do Campeonato Paulista foi adiado para o ano que vem. Jogando em casa no domingo (25), a Internacional conseguiu vencer o jogo contra o Lemense, mas o empate entre o Noroeste de Bauru e o Fernandópolis acabou por classificar os dois times, deixando o Lobo na terceira colocação, com o mesmo número de pontos do Noroeste, 17, mas com pior saldo de gols, sete contra cinco.
O empate entre Norusca e Fernandópolis não deixou apenas a Inter fora da A-3, mas também tirou do técnico Pinho a chance de alcançar seu terceiro acesso seguido, pois caso conseguisse esse acesso, Pinho seria tri, já que subiu com o Cotia, em 2013 e com o Barretos, em 2014.
No final das contas, foi um excelente trabalho na Inter esse ano, uma excelente campanha, o Lobo ficou quatro meses sem perder, com 15 partidas de invencibilidade, mas infelizmente, na minha opinião, o jogo vencido pelo Manthiqueira, no Stamatão, tirou o nosso acesso.
O estádio estava lotado, com 5.800 pessoas que foram prestigiar e empurrar o Lobo. A festa foi bonita, e chegamos a ficar classificados para a série A-3 até os 33 minutos do segundo tempo, quando o Noroeste empatou com o Fernandópolis. Mesmo com a derrota, o time foi aplaudido de pé por muitos torcedores, e isso foi um momento muito emocionante no domingo. Foi por detalhes que não conseguimos subir, mas mesmo assim vamos com tudo para que em 2016 possamos continuar lutando pelo acesso.
Ao término da partida, conversas de bastidores e especulações indicavam que talvez a Internacional pudesse subir, como quinto melhor time, considerando que talvez um time da série A-3 desista do torneio ou não tenha condições de sediar os jogos, mas nada foi confirmado até o fechamento desta edição.
E saindo do paulista para o Brasileirão, o cerco está se fechando e algumas definições começam a se tornar concretas. No próximo domingo (1º), a partida mais aguardada até agora acontecerá em Minas Gerais, quando o Atlético-MG enfrentará o Corinthians. Separados por 8 pontos, esse jogo está sendo tratado como uma final, pois apesar do Galo não conseguir superar o Timão em caso de vitória, a diferença de pontos cairá para 5, faltando 15 pontos em disputa. De outra parte, a luta por uma vaga no G-4 continua forte, e depois da última rodada, parece que agora a briga está concentrada entre Santos, São Paulo e Internacional, lembrando que na hipótese do Santos vencer a Copa do Brasil e terminar em quarto lugar no Brasileirão, uma quinta vaga será aberta, e em vez de G-4 teremos um G-5.

(…)

Leia mais na edição nº 9907, dos dias 27 e 28 de outubro de 2015.