Governo estadual endurece medidas nas festas de fim de ano

Alerta vale para todas as regiões, com retorno à fase vermelha entre os dias 25 a 27 de dezembro e 1 a 3 de janeiro.

0
54

O governo estadual determinou medidas mais restritivas no Estado de São Paulo durante as festas de Natal e Réveillon. De acordo com o anúncio, de 25 a 27 de dezembro e 1 a 3 de janeiro, os 645 municípios paulistas estarão na fase vermelha, com o funcionamento apenas dos serviços essenciais (farmácias, supermercados, padarias e postos de combustíveis).
Nos outros dias, com exceção da Região de Presidente Prudente, o Estado permanece na fase amarela do Plano São Paulo. Isto porque, a Região de Presidente Prudente está com ocupação de leitos em 83%, indicando alta no número de casos.
O governo também anunciou, na terça-feira (22), em coletiva de imprensa do Centro de Contingência da Covid-19, na sede do Instituto Butantan, que no mês de janeiro, nenhuma região do Estado passará para a fase verde, a mais branda do Plano São Paulo. A próxima reclassificação está prevista para o dia 6.
“Nove meses se passaram, o Natal está chegando. Eu queria muito estar aqui dizendo que podemos celebrar de forma livre, com nossa família, nas ruas, com aglomerações. Esta não é a realidade, o coronavírus não vai embora no Natal. Nosso patamar está elevado e queremos evitar que saia de controle”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, emocionada.
De acordo com o secretário-executivo do Comitê, João Gabbardo, o avanço no número de casos e o aumento da ocupação de leitos de UTI podem levar regiões a enfrentarem colapso do sistema de saúde. “Estamos em uma situação em que, se aumentar mais o número de casos e de internações, podemos começar a enfrentar o colapso no atendimento. Temos uma situação muito difícil neste momento, que é a disponibilidade de profissionais, de médicos, de enfermeiros e de fisioterapeutas”, ressaltou o secretário-executivo, mencionando a dificuldade em conseguir profissionais para atendimento de novos leitos.
Na quarta-feira (23), o Estado de São Paulo registrou 10.383 novos casos e 181 novas mortes nas últimas 24h pela Covid-19, indicando aumento de 77% no número de casos e óbitos em comparação com os primeiros 23 dias de novembro.
As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 67% na Grande São Paulo e 62% no Estado. Hoje, os 645 municípios têm pelo menos uma pessoa infectada, sendo 603 com um ou mais óbitos.
Em nova coletiva de imprensa, na quarta-feira (23), o Instituto Butantan e a Secretaria Estadual de Saúde informam que a vacina contra o coronavírus, desenvolvida em parceria com a Sinovac, atingiu índice de eficácia superior ao mínimo recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e, poderá ter seu registro aprovado para imunizar a população.

 

Publicado na edição nº 10544, de 24 de dezembro de 2020 a 12 de janeiro de 2021.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDespedida
Próximo artigoVai deixar saudades.