Vai deixar saudades.

0
42
Grande atriz - Nicette Bruno nos deixou aos 87 anos no domingo (20). Ela foi mais uma vítima da Covid-19. Começou a carreira ainda criança e dedicou toda sua vida à arte. Nossos sentimentos à família e amigos. (Reprodução/Internet)

Para finalizar o ano, uma notícia triste. Em meio a quase 200 mil mortes pela Covid-19, a atriz Nicette Bruno faleceu, vitima da doença, no domingo (20). Ela estava internada desde o dia 26 de novembro. Aos 87 anos, Nicette tinha feito na Globo 22 novelas e 6 minisséries. Sua última participação pode ser vista ainda este ano, em março, como uma participação especial em ‘Éramos Seis’, novela que ela deu vida a protagonista Lola na primeira versão. Um dos trabalhos mais marcantes da atriz foi como a Dona Benta, do Sítio do Picapau Amarelo. Um abraço carinhoso a todos os familiares de Nicette Bruno e também a todos aqueles que enfrentam a tristeza de perder alguém nesta pandemia.

Os melhores do ano em 2020
2020 foi um ano atípico em todos os cenários e no audiovisual não foi diferente. Começamos com tudo em cima, uma edição histórica do BBB entrava no ar em janeiro e a reta final da reprise de ‘Avenida Brasil’ estourava e arrancada recordes no ‘Vale a Pena Ver de Novo’.
Enquanto isso, o público podia acompanhar a contextualização de ‘Amor de Mãe’ que emocionava a cada novo capítulo. No horário das 19h, ‘Salve-se Quem Puder’ estreou e já foi considerado sucesso de audiência, mas ruim pela crítica especializada.
Em fevereiro ‘Éramos Seis’ e a temporada de ‘Malhação’ entraram na reta final e uma audiência equilibrada ajudava as duas tramas a atingirem a meta, sempre. A nova obra audiovisual das 18h ‘Nos Tempos do Imperador’, começava a ser divulgada, com Selton Mello de volta ás novelas após 18 anos.
No cinema brasileiro, um filme 2 em 1. O caso de Susane Richthofen seri lançado nos cinemas em alguns meses e começava a ganhar repercussão. O público poderia ver ‘A Menina que Matou os Pais’ e ‘O Menino que matou meus pais’, as duas versões contadas deste crime bárbaro.
Em março a pandemia se instaurou. Tudo ficou paralisado. Muita coisa mudou, muita coisa deu certo e muita coisa deu errado na teledramaturgia, principalmente.
Listamos agora os 5 melhores acontecimentos de 2020, na opinião desta coluna, vamos lá?

1- Realities Shows
Os realities, em todas as suas dimensões, foram um alento e tanto para entreter neste ano pandêmico. O BBB 20 teve sua melhor edição, assim como as temporadas adulta e infantil do The Voice Brasil e também A Fazenda da RecordTV. O que todos esses programas têm em comum e que precisa ser ressaltado é que os vitoriosos foram todos negros. Thelma do BBB, Jojô em A Fazenda, Kauê do The Voice Kids e Victor do adulto.

2- Reprise de Totalmente Demais
A Globo acertou em cheio ao escolher ‘Totalmente Demais’ como reprise no horário das 19h. A trama protagonizada por Marina Ruy Barbosa deu tão certo que teve mais audiência que na exibição original.

3- Improvisações dos programas
Todos os programas de auditório tiveram que se reinventar. O mais inovador e que não sofreu tanto com as entrevistas on-line foi o ‘Conversa com Bial’ que no ano em que a televisão no Brasil completou 70 anos nos proporcionou entrevistas encantadoras e necessárias.

4- Novelas antigas no Globoplay
A Globo abriu o baú e está adicionando no catalogo do seu streaming as novelas antigas. Títulos como ‘A Favorita’, ‘Kubanacan’, ‘Laços de Família’, ‘O Clone’, ‘Brega&Chique’, ‘Felicidade’ e ‘Torre de Babel’ são alguns dos que já entraram na lista. Vem muito mais por ai neste ano novo.

5- Bom dia, Verônica
A série da Netflix com certeza não pode ficar de fora desta lista. Protagonizada por Camila Morgano, Tainá Muller e Eduardo Moscóvis, a obra já foi confirmada para sua segunda temporada e fez um grande feito para a dramaturgia e o audiovisual brasileiro. Quem ainda não viu, precisa.

 

Publicado na edição nº 10544, de 24 de dezembro de 2020 a 12 de janeiro de 2021.