Instituto Agronômico usa análise remota para avaliar estado hídrico da cana

Estudo usa imagens aéreas e térmicas, para analisar impactos da irrigação na produção.

0
165
(Elza Fiúza/Agência Brasil)

Considerando as amplas extensões de áreas de cana-de-açúcar, o IAC (Instituto Agronômico de Campinas) estuda a estratégia mais adequada para avaliar se as plantas estão em estresse hídrico ou se dispõem de água suficiente para alcançar a produtividade de três dígitos. Para contribuir neste manejo que reflete na produtividade da cadeia de produção de açúcar, etanol e bioenergia, o IAC adotou sensoriamento remoto, realizado por veículos aéreos não tripulados, equipados com câmeras termográficas e multiespectrais, em voos distintos.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição 10.558 de 27 de fevereiro a 2 de março de 2021.