PM é assassinado em frente ao Julia

0
272

Três tiros foram suficientes para matar o policial militar reformado Armando Reis Lopes de Oliveira, 51, conhecido como cabo Reis, na noite de quinta-feira (2), próximo ao Hospital Municipal (HM) Julia Pinto Caldeira, no Jd. Marajá. Por volta das 20h30, Reis dirigia a moto Honda, modelo Dream, indo para sua residência. No cruzamento das avenidas Osvaldo Perrone com Raul Furquim, o policial foi alvejado por três disparos de arma de fogo. A vítima foi socorrida pela própria equipe da Polícia Militar e levada ao HM, mas não resistiu aos ferimentos. “A motivação ainda está sob investigação, não temos mais dados, apenas algumas informações que estão sendo levantadas pela Polícia Militar e Polícia Civil , mas o fato motivador ainda não temos”, explica o tenente Rodrigo Luiz.
A Polícia Civil trabalha com todas as hipóteses possíveis, porém, a primeira linha de investigação é no sentido de que houve uma execução. “Um suspeito chegou a ser detido para averiguação, porém, logo após se submetido a um procedimento de colheita de material para exame residuográfico, foi liberado”, informa a assessoria de imprensa da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Bebedouro. Segundo o tenente Rodrigo Luiz, o corpo de Reis já foi trasladado para Itatinga (SP), onde será sepultado. Denúncias a respeito do caso podem ser feitas diretamente na DIG através do telefone (17) 33426801 ou no Disque Denúncia pelo 197.

 

Publicado na edição n° 9433, dos dias 4, 5 e 6 de agosto de 2012.