Quando não se tem o tempo como aliado

0
207

Prof. Claudio Pacheco

Fazer do tempo um aliado não é tarefa fácil para muita gente, pois para tê-lo como aliado é preciso que os afazeres sejam cumpridos dentro, do prazo definido. Para que isso aconteça é preciso que o prazo estabelecido contemple não só o tempo médio necessário para a execução da tarefa, mas também um tempo extra para cobrir algum imprevisto, que, se acontecer não impedirá a conclusão da tarefa no prazo programado. Apesar das vantagens de se ter o tempo como aliado, muitas pessoas mantêm-se em eterno conflito com ele, pois, não só não conseguem dimensionar o período necessário para a execução de cada tarefa, como também desconsideram a possibilidade de ocorrer algum imprevisto, o que as faz passar por vários apuros. Portanto, para evitar o risco de não fazer o que planejou devido a imprevistos, antes de iniciar uma tarefa, separe tempo não só para a tarefa, mas para situações inesperadas também.

(Colaboração de Claudio Pacheco, doutor em Geografia pela UNESP e professor na rede particular. Ministra cursos de “Como estudar” em colégios e faculdades).

 

(…)
Leia mais na edição n° 9483, dos dias 6 e 7 de dezembro de 2012.