Voto de protesto é renovar a Câmara

0
260

O eleitor tem boas candidaturas com chance de reconstruir o papel verdadeiro do vereador.

Neste momento em que os comícios começam pipocar pela cidade e as bandeiras tomam as esquinas, todo mundo está com foco nas candidaturas de prefeitos. Mas devemos dedicar um tempo para os concorrentes a uma das vagas da Câmara Municipal. Nestes últimos quatro anos deu para todo mundo perceber que não dá para entregar este cargo a qualquer um.
O papel do vereador não é dar nome a ruas e nem passar pessoas à frente na fila para exames médicos. Não é papel deste pagar jogos de camisa para time de futebol e nem patrocinar rodadas de cerveja. E nem ficar chorando ao prefeito para conseguir ônibus para viagens de grupos religiosos.
O legislador municipal tem obrigação de fiscalizar as ações do prefeito e também sugerir alternativas. Propor investigações em fatos suspeitos e votar projetos apenas depois de ler todos os detalhes.
Apesar de simpáticas, entre as candidaturas há muita gente despreparada para assumir este cargo. Não devemos ser preconceituosos ao ponto de votar apenas em pessoas com grau universitário. A história do Brasil está cheia de exemplos de políticos com capacidade acima da escolaridade.
Mas é bom ver as candidaturas de sociólogos, médicos, dentistas, professores, advogados, lideranças religiosas e comunitárias entre tantas pessoas. É uma ótima oportunidade de melhorar o nível da Câmara para que sejam elaboradas propostas arrojadas para mudar o rumo de Bebedouro.
Que o vencedor das eleições para prefeito faça uma boa bancada, mas o ideal é que os demais concorrentes também tenham seus representantes na Câmara. Para que exista diversidade politica no Legislativo e não uma maioria esmagadora usada apenas para barrar CPIs.
(Colaboração de Marco Antônio dos Santos, jornalista).

 

Publicado na edição n° 9443, dos dias 28 e 29 de agosto de 2012.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorInauguração
Próximo artigoGestores de crises