“Esta vaga não é sua nem por um minuto”. A conscientização necessária

Campanha alerta sociedade sobre a “existência” das pessoas com deficiência, que lutam para valer seus direitos em um mundo preconceituoso.

0
80
Respeito - Nas vagas de carro, na praça Valêncio de Barros, foram colocadas várias cadeiras de rodas em forma de protesto. Em cada uma havia uma frase que, segundo os cadeirantes, sempre escutam ao exigirem seus direitos.

Com base nos dados do Censo 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que a proporção das pessoas com deficiência dentre a população é de 6,7%, número bem inferior aos 23,9% anteriores.
Na cidade, segundo levantamento do Conselho Municipal para Assuntos da Pessoa com Deficiência de Bebedouro, com base no número de pessoas que buscaram benefícios na agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) local, em 2017, aproximadamente 10% da população possue algum tipo de deficiência. Entretanto, estes dados não são considerados fiéis pelo conselho, pois abrangem desde deficiências até aposentadorias por lesão, o que é considerado apenas limitação, pois a pessoa movimenta todas as partes do corpo.


Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição de nº 10419, de 17 a 20 de agosto de 2019.