Parabéns às mulheres

0
268

O texto desta semana é homenagem às mulheres que no dia a dia são exemplos de luta.

Sexta-feira, 8 de Março, é Dia Internacional da Mulher. É data comemorativa não só para distribuição de rosas, discursos e passeatas, mas momento de relembrar os bons exemplos de luta que estão perto de nós.
Exemplo da mãe e política, Sebastiana Camargo (DEM), vereadora em seu segundo mandato. Sempre emocional na defesa de suas ideias, como quem briga por seus filhos, de útero e de coração.
Exemplo de militância, a missionária Ana dos Santos, fundadora da Casa de Sião, clínica de tratamento de viciados em álcool e drogas. Entre orações e conversas, tenta recuperar vidas levadas pela dependência química.
Exemplo de solidariedade, Walquiria Scandarolli, repórter da Rádio Bebedouro. Com décadas de dedicação ao Jornalismo e ações sociais. Amiga, as vezes desconfiada, sempre sem perder a ternura.
Exemplo de superação, a educadora Zezé Guessi, professora com passado em militância católica. Viúva que não se abateu, lutou para criar o filho, sem esquecer o riso.
Exemplo de trabalhadora, Márcia Chiavelli, motorista de van escolar. De manhã à tarde, no volante, leva crianças para escolas, e à noite pega estrada para transportar estudantes universitários. A cada quilômetro, age como mãe de todos, ora severa, ora encantada com as boas notas e conquistas dos alunos.
Exemplo de determinação empresarial, Maria Ângela Turcheto Santos, proprietária da loja Maria Maria, que vende cada peça como se fosse uma declaração de felicidade para todos que vão atrás de seus produtos para enfeitar seu cantinho chamado lar.
Como esquecer a sempre agitada, empresária Raquel Garcia, proprietária da rede de Academia Ativa. Que vive orgulhosa em manter a empresa que emprega muita gente e que faz bem à saúde de muitas pessoas.
Dedico esta coluna para a mãe empreendedora, microempresária e bailarina Paulinha Ramos, empenhada em ganhar o pão de cada dia para cuidar da filha, Lorena, que um dia será uma grande mulher, inspirada na mãe, tias e avó.
Também escrevo por minha mãe, Maria Terezinha Martins dos Santos. Dia 12 de março, completam-se seis anos sem a sua presença física, mas que está sempre em meu coração.

(Colaboração de Marco Antônio dos Santos, jornalista).