Deputados versus candidatos

0
284

Cada vez mais difícil alguém de Bebedouro ser eleito para Assembleia e Câmara Federal.

Quem acompanha o noticiário tem percebido a vinda de deputados estaduais a Bebedouro. Nos últimos meses passaram pela cidade, Protógenes Queiroz (PCdoB), Roberto Engler (PSDB), Gilson de Souza (DEM), Vanessa Damo (PMDB), Rafael Silva (DEM)Vaz de Lima (PSDB) e muitos outros, que ainda não visitaram, mas virão ao município.
Todos eles trazem na bagagem as verbas e benefícios conquistados para Bebedouro. Faz tempo que a cidade não era tão contemplada assim com verbas.
Com estes benefícios conseguidos para Bebedouro, fica mais fácil para os deputados conquistarem votos. Além disto, tem maior estrutura para contratar cabos eleitorais, montar comitês e receber apoio.
Neste quadro, fica difícil a vitória de uma candidatura local para deputado. É lógico que eles serão os mais votados, mas não serão eleitos. A divisão de votos será tanta que eles não atingirão o coeficiente.
Há chances deste quadro virar se os candidatos a deputados resolverem se unir ou traçar estratégia combinada para conquistar o eleitorado de Bebedouro, sem apelar para o velho jargão “mas, eu sou da cidade”. Não cola.
Os candidatos da cidade também poderiam começar a trabalhar trazendo mais benefícios para a cidade. Aí, seria a oportunidade da população fazer comparações.
É certo que os candidatos negarão até a morte isto, mas por enquanto, as eleições parlamentares do ano que vem, só servirão de testes para futuros candidatos a prefeito.

Publicado na edição nº 9616, dos dias 29 e 30 de novembro de 2013.